Menu
Busca quinta, 20 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Políciais Federais e PMs são retidos por indígenas em Japorã

08 janeiro 2004 - 12h29

A Funai informou que a situação está se tornando cada vez mais tensa nas áreas ocupadas pelos indígenas em Japorã.Segundo a Fundação Nacional do Índio, na tarde de ontem, quarta-feira, 7, policiais federais e uma guarnição da Polícia Militar de Iguatemi acabaram ficando retidos pelos indígenas em um corredor que dá acesso a Fazenda São Jorge, primeira propriedade invadida pelo grupo no dia 22 de dezembro. Os policiais federais teriam se deslocado para a região com o objetivo de participar de uma reunião marcada para o período da tarde, no interior da Aldeia Porto Lindo com a presença do prefeito de Japorã, Sebastião Aparecido de Souza, o “Tiaõzinho” e representantes da Funai, visando buscar uma saída para o impasse instalado na região pelas invasões de propriedades, porém, segundo a Funai, ao notar que os federais estavam acompanhados por uma guarnição da Polícia Militar de Iguatemi, que teria provocado a antipatia dos indígenas, um grupo de aproximadamente 150 índios cercou as viaturas e “encurralou” os policiais em um corredor que tem, como único acesso, a sede da Fazenda São Jorge, antiga Agrolak, que está sendo considerada como uma espécie de “quartel general”, pelo grupo invasor e a polícia não tem autorização para entrar. Segundo a Funai os indígenas colocaram um trator atrás das viaturas da polícia para evitar que os policiais retornassem e o impasse só terminou após uma série de negociações, quando os policiais acabaram liberados. Diante da situação a reunião que estava prevista para acontecer acabou não acontecendo.Na manhã de ontem o comandante da Companhia de Polícia Militar de Iguatemi, Tenente Natanael Bonatto apresentou outra versão para o episódio. Segundo Natanael, a guarnição PM se deslocava em acompanhamento a Polícia Federal para averiguar a possível existência de reféns na Fazenda São Pedro, que também estaria invadida pelos indígenas, mas durante o trajeto as viaturas acabaram cercadas pelos indígenas que impediram o prosseguimento da diligência e teriam tentado conduzir os policiais para a sede da Fazenda São Jorge. O oficial PM informou que o clima ficou tenso e foi necessária a intervenção de funcionários da Funai para resolver o impasse.Segundo a Polícia Militar de Iguatemi os indígenas já estão ocupando todas as propriedades rurais situadas dentro da área de 7.861 hectares reivindicados inicialmente e estariam se preparando para realizar ocupações em áreas de terra situadas no Assentamento Indianápolis, que fica situado nas imediações, também no município de Japorã. Essa informação não foi confirmada pela Funai.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DEFESA
Major que atirou na cabeça do ex-namorado tinha medida protetiva
OPERAÇÃO LOBO GUARÁ
UEMS é selecionada para participar do Projeto Rondon em 2020
CAPITAL
Diarista cai em buraco na calçada, machuca perna e fica sem trabalhar
STF
Ex-sócio da Telexfree é preso pela PF e pode ser extraditado aos EUA
TRÊS LAGOAS
Técnico de enfermagem apanha em UPA e aciona a polícia
SAÚDE
Brasil monitora apenas um caso suspeito do novo coronavírus
NAVIRAÍ
Por dinheiro, policial facilitava entrada de celulares e droga em presídio
POLÍTICA
Nelsinho Trad oficializa pedido para reativar Parlamento Amazônico
CAMPO GRANDE
Durante discussão, major da PM atira contra o ex-namorado
TENTATIVA
Petroleiros suspendem greve após 20 dias para negociar acordo

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018