Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
DOURADOS

Polícia indicia 11 na Cifra Negra e cita propinas de até 15% a vereadores

17 dezembro 2018 - 17h20Por Adriano Moretto e Osvaldo Duarte

A Polícia Civil concluiu e encaminhou à Justiça na semana passada, o inquérito referente à Operação Cifra Negra, desencadeada em Dourados e que investiga esquema de corrupção na Câmara de Vereadores. Onze pessoas acabaram indiciadas pelos crimes de fraude a licitação, peculato, corrupção passiva, corrupção ativa e organização criminosa.

A ação foi desencadeada em conjunto pela 16ª promotoria de Justiça e o 2º Distrito Policial, no dia 5 de dezembro.

De acordo com o inquérito, as evidências apontam que o grupo corrompeu servidores públicos, inclusive membros do poder legislativo, para facilitar a manutenção do esquema. 

Três vereadores – Idenor Machado (PSDB), Cirilo Ramão (MDB) e Pedro Pepa (DEM) -, o ex-vereador Dirceu Longhi (PT), ex-servidores da Casa Amilton Sainas e Alexandro de Oliveira de Souza e os empresários Denis da Maia, Jaison Coutinho, Franciele Aparecida Vasun e Karina Alves de Almeida, foram alvos da ação.  

Uma outra mulher, que trabalhava em uma das empresas investigadas, também foi indiciada. 

Durante a fase investigativa foram colhidos fortes indícios de que, entre os anos de 2010 e 2018, um grupo de empresas, previamente ajustadas entre si, participou de licitações promovidas pela Câmara.

Um os empresários presos na operação, Denis da Maia, proprietário da Quality Sistemas, confirmou em interrogatório que havia o pagamento de propinas ao Legislativo para manter a prestação do serviço. 

Segundo ele, o valor da propina era de 10% a 15% do contrato. 

Nesse período, segundo apurado pelo Dourados News, era combinado que alguma empresa da organização fosse vencedora, frustrando o caráter competitivo dos procedimentos.

Os três vereadores presos e o ex-vereador Dirceu Longhi, conseguiram habeas corpus e devem deixar a PED (Penitenciária Estadual de Dourados) a qualquer momento. Um dos ex-servidores da Casa, Alexandro de Oliveira de Souza, deixou a prisão na sexta-feira (14/12) após ter acertado acordo de delação. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRESÍDIO MILITAR
Policial militar acusado de homicídio tem preventiva decretada
EDUCAÇÃO
IFMS publica segunda chamada para turmas iniciantes de idiomas
BATAGUASSU
Animais transportados irregularmente são apreendidos em caminhão
BRASIL
Bolsonaro pedirá perícia independente sobre a morte de miliciano
DOURADOS
Ações contra a dengue rendem mais de 50t de entulhos recolhidas
NOVA ANDRADINA
Suspeito de estuprar adolescente de 14 anos é preso durante operação
ASSEMBLEIA
CPI quer periciar medidores de energia para saber se há irregularidades
OPERAÇÃO HÓRUS
Homens são presos por furto e receptação de sal em fazenda
DOURADOS
Polícia apreende carro abarrotado de drogas na Presidente Vargas e prende quatro pessoas
ESPORTE
Evento internacional de futebol suíço pode ser realizado em MS

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros