Menu
Busca quarta, 13 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Polícia apreende caminhão com droga avaliada em R$ 12 milhões

03 junho 2011 - 15h31

A Delegacia de Repressão a Entorpecentes (DRE) apreendeu, esta madrugada, uma carreta carregada com aproximadamente 27 toneladas de sucatas, na BR-364, região da Agrovila, na Serra de São Vicente. Cerca de 180 quilos divididos em 165 tabletes, entre pasta-base e cocaína pura, estava escondido no assoalho da carroceria do veículo. De acordo com a assessoria de imprensa, a droga está avaliada em mais de R$ 12 milhões.

A carga de sucata seria entregue na cidade de Araçariguana, em São Paulo, mas o destino dos entorpecentes era a capital paulista. No domingo (29 de maio), a Delegacia de Entorpecentes recebeu informação do envio do carregamento da droga e passou a fazer levantamentos. Quando a carga era transportada, o caminhão apresentou problemas mecânicos e foi deixado em uma oficina nas imediações da Escola Agrotécnica Federal de São Vicente.

A organização criminosa, ainda não identificada pela polícia, preparou outro caminhão com a mesma quantidade de droga, e o motorista seguiu viagem até a cidade de Bauru, onde a carga seria entregue em uma empresa. O Departamento de Investigações de Narcóticos (Denarc) foi acionado e interceptou o caminhão com placa de Cuiabá, carregado com 180,7 quilos de pasta-base, na quarta-feira (01.06), em Bauru. A droga também estava escondida sob sucatas e avaliada em R$ 12 milhões.

O motorista, um homem de 45 anos, foi preso em Bauru, pelo Denarc e prestou interrogatório nas investigações que serão compartilhadas com a Delegacia de Entorpecentes de Cuiabá. O motorista é morador do bairro Construmat, em Várzea Grande.

De acordo com a delegada titular da DRE, Cleibe Aparecida de Paula, pelo menos mais quatro pessoas estão sob investigação e poderão ser presas por tráfico de drogas e associação para o tráfico. Duas empresas também são suspeitas de envolvido com o tráfico de drogas e lavagem de dinheiro. "Normalmente o tráfico de drogas tem se revestido de atividade ilícita. A gente quer chegar a lavagem de dinheiro", afirma da delegada da Polícia Civil de Mato Grosso.

Em Mato Grosso, policiais da DRE realizaram campana durante quatro dias para descobrir se alguém iria resgatar o caminhão. O dono do veículo não apareceu e então a carreta foi consertada e trazida para o pátio do Grupo de Operações Especiais (GOE), em Cuiabá, onde foi retirada parte da sucata e aberto o assoalho do veículos, na manhã desta sexta-feira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FESTIVAL AMÉRICA DO SUL
Identidade sul-americana é celebrada no quebra-torto com letras durante o Fasp
MATO GROSSO DO SUL
Cliente que adquiriu veículo sem condições de uso será indenizado
DOURADOS
Encontrado morto na PED dividia cela com 18 internos em ala comandada por facção
IBGE
Negros têm 2,7 mais chances de serem mortos do que brancos
PURIFICAÇÃO
Preso, ex-secretário de Saúde é exonerado do cargo de coordenador do Samu
ARTIGO
Bons pensamentos, boas ações!
JUDÔ
Paratleta de MS é convocado para seleção brasileira
PESQUISA
Pela primeira vez, negros são maioria no ensino superior público
OPERAÇÃO HIGHLANDER
PF mira traficantes em duas cidades de MS
AGRONEGÓCIO
Antes de concluir plantio, MS já vendeu 32% da safra de soja

Mais Lidas

DOURADOS
Morto em acidente prestava serviços a indústria e teria invadido pista contrária
DOURADOS
Homem sofre acidente de trabalho e morre após ter 80% do corpo queimado
DOURADOS
Polícia prende cadeirante que comandava quadrilha formada por menores
DOURADOS
Ex-secretário de Saúde e empresário são levados à PED e defesas tentam liberdade