Menu
Busca terça, 19 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221

PMA autua fazendeiro por extração ilegal de madeira

31 maio 2011 - 12h47

Policiais Militares Ambientais de Cassilândia em fiscalização ambiental no dia 21/05/11, compareceram á propriedade rural denominada Fazenda São Gabriel, em CAssilândia e verificaram o corte de 65 árvores das espécies: Lixeira (Curatella americana), Açoita cavalo (Luehea candicans), Pau terra (Qualea grandiflora), Jatobá-do-cerrado (Hymenea stigonocarpa), entre outras espécies do cerrado brasileiro. As árvores foram cortadas a machado e possuíam medidas muito acima das toleradas pela legislação ambiental.

Os policiais fizeram uma notificação ao Capataz para apresentar a documentação ambiental, dando um de 05 dias para a apresentação. Como não foi apresentada a documentação ambiental, o Proprietário da fazenda foi multado ontem administrativamente e multado em R$ 19.500,00 (dezenove mil e quinhentos reais).

Ele também responderá por crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de 06 meses a 01 ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Mariana Rios renova o bronza em cenário de tirar o fôlego no Rio
POLÍCIA
Dupla é presa dinheiro e documentos falsos no aeroporto da Capital
BRASIL
Senado aprova projeto que proíbe casamento de menores de 16 anos
JUSTIÇA
Fabricantes de laticínios devem pagar R$ 18 mil por calote em conta de luz
TRÁFICO
Trio é preso com mais de meia tonelada de cocaína
COXIM
Idosa de 80 anos é agredida a pauladas por jovem que invadiu casa
ESPORTE
Funed conclui elaboração de calendário anual de atividades esportivas
APOSENTADORIA
Bolsonaro fará pronunciamento na TV para defender reforma da Previdência
PROJETO
UFGD seleciona shows musicais para o projeto Celebração 2019
CAMPO GRANDE
Júri é suspenso após advogada chorar e ameaçar suicídio

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Motociclista atropela, mata criança de 1 ano em Dourados e foge do local
DOURADOS
Motorista tenta desviar de outro veículo e bate carro em árvore
NOVA ANDRADINA
Mãe de 16 anos mata filha de apenas 21 dias
DOURADOS
Um ano após pedido de demissão, ex-secretário de Délia retorna à prefeitura