Menu
Busca terça, 19 de junho de 2018
(67) 9860-3221
MEIO AMBIENTE

PMA apreende rede de pesca, espinhel, anzóis de galho e liberta pescado

13 outubro 2017 - 08h59Por Da Redação

Durante fiscalização fluvial no rio Miranda, visando a prevenção à pesca predatória, na operação Pesque Legal, realizada pela PMA, dentro da operação Pacificador 67, Policiais Militares Ambientais de Campo Grande apreenderam diversos petrechos proibidos para a pesca, que se encontravam armados no rio.

A equipe localizou uma rede de pesca, um espinhel com 20 anzóis e retirou 78 anzóis de galho, que estavam armados no curso d’água. Os proprietários dos materiais ilegais não foram localizados. Durante a retirada dos petrechos foram soltos cerca de 8 quilos de pescado que estavam vivos presos aos petrechos.

Fiscalizações preventivas dessa natureza são fundamentais para a prevenção à pesca predatória, tendo em vista o grande poder de captura e depredação dos cardumes, dos petrechos proibidos de pesca como esses retirados do rio pelos policiais. Além disso, há grande dificuldade de deter os autores, pois tais petrechos são armados em curto espaço de tempo e os pescadores não permanecem no rio durante a pesca, fazendo somente a retirada dos peixes, também em tempo bastante curto.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

COPA DO MUNDO
Rússia passa pelo Egito e praticamente garante vaga nas oitavas
FRONTEIRA
Pecuarista é executado a tiros durante emboscada
OPERAÇÃO SANGUE FRIO
Ex-servidores do HU respondem na Justiça por desvio de recursos públicos
MEDICINA
Gota: da prevenção ao tratamento
SÃO JOÃO
João Pessoa prepara festa junina para receber turistas
DOURADOS
Suspeita é de incêndio criminoso na Linha do Potreirito
TÚNEL DO TEMPO
Presilha de cabelo dos anos 90 volta à moda
ESCRITURA PÚBLICA DIGITAL
Projeto eSocial foi tema de workshop na Prefeitura
SEBRAE
Dourados recebe palestra gratuita para quem deseja se tornar MEI
HUMMMMM!
Caldinho de feijão na caneca com crispy de bacon e couve

Mais Lidas

PARANHOS
Testemunha de atentado a prefeito é executada
PARANHOS
Calote em venda de fazenda teria motivado atentado a prefeito
ÁGATA DE AÇO II
Brigada de Dourados desloca 600 homens para atuar contra crimes fronteiriços
SOLIDARIEDADE
Douradense busca ajuda para conseguir manter a família