Menu
Busca quarta, 17 de julho de 2019
(67) 9860-3221

PMA apreende carga de madeira ilegal e aplica multa de R$ 1,8 mil

28 dezembro 2012 - 12h53

Policiais Militares Ambientais de Miranda abordaram ontem à noite um veículo Ford/F-600, no perímetro urbano da cidade de Bodoquena, que transportava uma carga de madeira beneficiada em caibros e vigas. Durante a fiscalização, o motorista não apresentou nota fiscal e o documento de Origem Florestal - DOF (documento ambiental obrigatório) para a carga de 6 m³ de madeira serrada que estava no caminhão. A carga ilegal pertencia ao passageiro, residente em Bodoquena, que alegou ter adquirido o produto florestal em uma fazenda no município.

A PMA apreendeu a madeira e o veículo e confeccionou um auto de infração administrativo, contra o proprietário da carga e arbitrou multa de R$ 1.800,00, visto que a legislação prevê multa de R$ 300,00 por cada metro cúbico irregular.

A madeira e o veículo foram encaminhados à delegacia de polícia civil de Bodoquena para que o responsável pudesse responder pelo crime ambiental. Se condenado, poderá pegar pena de seis meses a um ano de detenção.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRAZO
Tribunal Regional do Trabalho encerra inscrições para Programa de Estágio
CAMPO GRANDE
Três homens em veículo furtado são perseguidos e presos pela Polícia
EDUCAÇÃO
UEMS abre inscrições para Pós em Educação Científica e Matemática
REUNIÃO
Bolsonaro vai à Argentina para participar da cúpula do Mercosul
PARANHOS
"Braço direito" de narcotraficante preso é executado a tiros na fronteira
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados, não chove
SHOWBIZZ
De biquíni em Paraty, Mariana Ximenes suspira: "Pode já querer voltar?"
CAPITAL
Esposa de defensor público é encontrada morta em residência
POLÍCIA
Vítima de tiro do pai, estudante presta depoimento e diz que vai embora
TJ/MS
Coordenadora da Mulher debate violência de gênero em Genebra

Mais Lidas

DOURADOS
Coordenadora de Ceim é exonerada e pais fazem abaixo-assinado para tentar mantê-la
POLÍCIA
Investigação vê indícios de relação entre homicídios no Jardim Pantanal e Guanabara
DOURADOS
Assassinado em conveniência já cumpriu pena por tráfico e lavagem de dinheiro
DOURADOS
Upiran entrega carta de demissão a Délia e aguarda substituto para deixar Educação