Menu
Busca segunda, 19 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
BALANÇO

PMA aplicou R$ 51 mil de multa a 30 caçadores no ano passado, número 14,2% inferior a 2017

10 fevereiro 2019 - 17h06Por Da Redação

A caça ilegal não é uma atividade que desperte grande preocupação em Mato Grosso do Sul. Além disso, a população do Estado atingiu um nível de sensibilidade elogiável. Isso se percebe, quando as pessoas denunciam indignadas infratores que estejam cometendo quaisquer crimes e infrações ambientais, especialmente, contra a fauna.

Apesar de não ser preocupante, foram 30 pessoas autuadas por caça ilegal em 2018, número 14,2% inferior aos registros em 2017, quando foram 35 autuados. Os valores de multas foram 55,6% menores em 2018, com relação a 2017. Foi aplicado um valor de R$ 51.460,00 em 2018 e R$ 116.000,00 em 2017.

De qualquer forma, esses valores não são taxativos com relação à quantidade de ocorrências, pois o valor de multa por animal é variante, tendo em vista que é de R$ 500,00 por animal não constante das listas de espécies brasileiras em extinção e da Convenção sobre Comércio Internacional de Espécies da Flora e da Fauna em Perigo de extinção (CITIES) e, de R$ 5.000,00 para os que estejam em quaisquer destas listas.

Por exemplo, para um caçador que abateu uma capivara a multa é de R$ 500,00. Para uma anta a multa é de R$ 5.000,00.

O número de autuados também não significa maior quantidade de ocorrências, pois em alguns casos, os caçadores estão em grupos e todos são autuados independentemente de terem abatido um único animal durante a caçada. 

Ainda, a prevenção bem feita também mascara os números. Várias vezes, a PMA prende pessoas com armas de caça e munições por porte ilegal de armas, quando na verdade, estavam caçando, mas ainda não haviam abatido animais. Dessa forma, não há como comprovar a caça e as pessoas não são autuadas pelo crime ambiental, devido à falta de animais abatidos.

A Lei de Crimes Ambientais (Lei Federal nº 9.605/1998) e o Decreto Federal nº 6.514/2008, que regulamenta a parte administrativa da Lei (multas) protege tanto a fauna, como o seu subproduto. Ou seja, são as mesmas penalidades para quem abateu uma onça, ou que esteja com um pedaço de couro dela, sem autorização dos órgãos ambientais.

A penalidade criminal é de seis meses a um ano e meio de detenção e multa. De todos os trabalhos executados pela PMA de prevenção e minimização aos crimes contra a fauna, dentre eles a caça, é a Educação Ambiental.

FISCALIZAÇÃO DE PROTEÇÃO À FAUNA

Para proteger a fauna, a PMA realiza atividades sincronizadas. Previne e reprime o tráfico de animais silvestres, a manutenção em cativeiro ilegalmente, a caça ilegal e os maus-tratos à fauna silvestre e exótica e, principalmente, a prevenção, por meio da Educação Ambiental.

Além disso, protege a fauna nos perímetros urbanos, realizando capturas e orientado à população, trabalho este, que vem realizando há 32 anos, que não é de sua competência primária.

Executa até que os órgãos técnicos que cuidam das questões administrativas ambientais assumam essa responsabilidade, pois, o animal aparecer nos centros urbanos não é crime e nem infração administrativa e o papel constitucional primário da PMA é a prevenção e a repressão aos crimes e infrações ambientais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Operação apreende 1,5 milhão de carteiras de cigarros contrabandeadas
DOURADOS
Em ato de filiação ao PSL, reitora temporária diz não ter prazo para deixar comando da UFGD
CORUMBÁ
Ossada de homem desaparecido há um ano é encontrada
PERIGO
Homem escapa de tragédia em Dourados ao conseguir parar moto após avistar "linha chilena"
CAMPINA VERDE
Sem transporte escolar, pais de alunos fecham rodovia em Dourados
BENEFÍCIO
Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep
RIO BRILHANTE
Homem morre após capotar veículo em prolongamento de avenida
MARACAJU
Colisão em muro de residência mata motociclista
DOURADOS
Na ExpoMundi, pedrarias do mundo inteiro carregam beleza, energia e misticismo
FAMOSOS
Após lipo nos braços, Perlla aparece em boa forma em evento

Mais Lidas

DOURADOS
Homem tem residência visitada por bandido e carro furtado
POLÍCIA
Homem é executado por pistoleiros em Ponta Porã
ACIDENTE
Carro na contramão bate em van da banda Sampa Crew e deixa 1 morto e vários feridos
DOURADOS
Polícia investiga causas de acidente com morte na BR-163