Menu
Busca sexta, 20 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Mulher que levou cinco tiros é ouvida pela polícia

25 maio 2011 - 10h43

Ainda internada na Santa Casa de Campo Grande, Patrícia Oliveira Guimarães, 31 anos, prestou seu primeiro depoimento para a polícia depois que seu ex-marido, Márcio Leão Cavalcante, 28 anos, atirou contra ela no dia 14 de maio. Cinco balas explosivas a atingiram em órgãos importantes, mas ela sobreviveu depois de dias em coma.

Por telefone, a reportagem conversou com Patrícia na tarde desta terça-feira (24). Ainda bastante debilitada, ela contou como foi que o ex-marido a atraiu para uma "conversa a sós", que, na verdade, acabou na tentativa de homicídio. Ele disparou cinco tiros que a atingiram em órgãos importantes, entre eles o fígado que ficou praticamente destruído.

Patrícia conta que naquele sábado Márcio foi até a casa de sua avó no Jardim Monumento e foi recebido pelo padrasto dela, Edmilson. Na negativa de que a moça estava na casa, o ex-marido ligou para o celular dela, que também negou estar na residência.

Márcio acabou convencendo Edmilson a conversar com Patrícia e o padrasto acabou a convencendo a conversar com o ex, porém toda a família, inclusive o filho do casal, foi com ela ao encontro de Márcio, que estava em frente à casa.

“Eu senti alguma coisa que não consigo explicar que me segurava dentro de casa. Estava com uma sensação ruim de algo estava para acontecer”, recorda-se.

Quando Patrícia chegou com a família. Márcio disse que podiam deixá-la a sós com ele porque sua intenção era apenas conversar com a moça. “ele disse que eles podiam ficar tranquilos. Que não ia me agredir, só queria conversar, mas eu estava com uma angústia que não sabia explicar”, lembra.

Depois do pedido de Márcio a família entrou na casa, menos o filho do casal. Patrícia detalha que o ex pediu desculpas por tudo de errado que já tinha feito contra ela, inclusive as agressões físicas praticadas três dias antes.

Márcio dentro do carro e Patrícia do lado de fora. Neste momento seu ex-companheiro mandou a criança entrar na casa. Temendo por algo que não sabia exatamente, a moça pediu para que ele saísse do veículo.

Quando ele saiu já foi perguntando se realmente ela não ia aceitá-lo de volta como marido. Ela disse que não. Foi quando o autor saiu do carro e ela rapidamente disse que ia entrar na residência e já voltava.

Quando Patrícia virou as costas Márcio, sem dizer nada, começou a atirar contra ela. Cinco tiros a atingiram. Ela foi socorrida e levada para a Santa Casa onde permanece internada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS CAPITAL
Continuam abertas inscrições para cursos de Idiomas
ELEIÇÕES 2018
PDT lança candidatura de Ciro Gomes a presidente
ELEIÇÕES 2018
PDT "puxa fila" e PSDB e MDB finalizam convenções entre quem deve disputar o governo em MS
PROMOÇÃO
Sorteio da campanha Festival de Prêmios Abevê será amanhã
CAPITAL
Funcionário esfaqueia patrão, mulher e criança de 11 anos
CAMPO GRANDE
Idosa morre ao ser atropelada por motociclista sem CNH
APARECIDA DO TABOADO
Grupo é preso pescando com redes ilegais e tem barco, motor e pescado apreendidos
BRASIL
Regras de IOF sobre empréstimos são atualizadas pela Receita
NOVELA
Resumo de 'Segundo Sol' da semana de 23 a 28 de julho
LAMA ASFÁLTICA
PF diz que prisão foi baseada em novas provas contra Puccinelli

Mais Lidas

DOURADOS
Ladrões levaram mais de R$ 1,5 mil em assalto a padaria
DOURADOS
Polícia prende trio acusado de assaltar padaria no III Plano
OPERAÇÃO ECHELON
Facção tem "casa de apoio" para presos em MS
MS-156
Traficantes abandonam caminhonete com mais de 1t de maconha