Menu
Busca segunda, 25 de março de 2019
(67) 9860-3221

Mulher que levou cinco tiros é ouvida pela polícia

25 maio 2011 - 10h43

Ainda internada na Santa Casa de Campo Grande, Patrícia Oliveira Guimarães, 31 anos, prestou seu primeiro depoimento para a polícia depois que seu ex-marido, Márcio Leão Cavalcante, 28 anos, atirou contra ela no dia 14 de maio. Cinco balas explosivas a atingiram em órgãos importantes, mas ela sobreviveu depois de dias em coma.

Por telefone, a reportagem conversou com Patrícia na tarde desta terça-feira (24). Ainda bastante debilitada, ela contou como foi que o ex-marido a atraiu para uma "conversa a sós", que, na verdade, acabou na tentativa de homicídio. Ele disparou cinco tiros que a atingiram em órgãos importantes, entre eles o fígado que ficou praticamente destruído.

Patrícia conta que naquele sábado Márcio foi até a casa de sua avó no Jardim Monumento e foi recebido pelo padrasto dela, Edmilson. Na negativa de que a moça estava na casa, o ex-marido ligou para o celular dela, que também negou estar na residência.

Márcio acabou convencendo Edmilson a conversar com Patrícia e o padrasto acabou a convencendo a conversar com o ex, porém toda a família, inclusive o filho do casal, foi com ela ao encontro de Márcio, que estava em frente à casa.

“Eu senti alguma coisa que não consigo explicar que me segurava dentro de casa. Estava com uma sensação ruim de algo estava para acontecer”, recorda-se.

Quando Patrícia chegou com a família. Márcio disse que podiam deixá-la a sós com ele porque sua intenção era apenas conversar com a moça. “ele disse que eles podiam ficar tranquilos. Que não ia me agredir, só queria conversar, mas eu estava com uma angústia que não sabia explicar”, lembra.

Depois do pedido de Márcio a família entrou na casa, menos o filho do casal. Patrícia detalha que o ex pediu desculpas por tudo de errado que já tinha feito contra ela, inclusive as agressões físicas praticadas três dias antes.

Márcio dentro do carro e Patrícia do lado de fora. Neste momento seu ex-companheiro mandou a criança entrar na casa. Temendo por algo que não sabia exatamente, a moça pediu para que ele saísse do veículo.

Quando ele saiu já foi perguntando se realmente ela não ia aceitá-lo de volta como marido. Ela disse que não. Foi quando o autor saiu do carro e ela rapidamente disse que ia entrar na residência e já voltava.

Quando Patrícia virou as costas Márcio, sem dizer nada, começou a atirar contra ela. Cinco tiros a atingiram. Ela foi socorrida e levada para a Santa Casa onde permanece internada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
MS tem a terceira maior incidência de casos de dengue do Brasil
IMUNIZAÇÃO
Vacina contra a gripe deve atingir 79 mil pessoas em Dourados
FUTEBOL
Casemiro vestirá a braçadeira contra a República Tcheca
DOURADOS
Câmara recebe visitas durante reunião pré-pauta desta segunda-feira
ARTIGO
Dourados: novos pilares do desenvolvimento
ECONOMIA
Brasil e Chile reforçam compromisso para viabilizar Corredor Bioceânico passando por MS
POLÍCIA
PRF apreende 350 mil maços de cigarros contrabandeados na BR-163
BRASIL
País cria 173 mil empregos, maior resultado para fevereiro desde 2014
DOURADOS
Corpo encontrado no Flor de Maio estava há cerca de 30 dias no local
LAVA-JATO
Justiça determina soltura do ex-presidente Michel Temer

Mais Lidas

TRÂNSITO
Homem morre após ser atropelado por motorista que fugiu do local do acidente
DOURADOS
Após brigar com a mulher, motorista bêbado invade e destrói oficina na Monte Alegre
RIO BRILHANTE
Homem é assassinado após matar e comer galo do vizinho
PONTA PORÃ
Homem em caminhonete é executado a tiros na região de fronteira