Menu
Busca segunda, 19 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Monstro: Padrasto espanca e mata bebê por chorar demais

17 maio 2011 - 19h56

Uma criança de um ano e quatro meses foi morta na segunda-feira (16) em Campo Alegre (a 234 km de Florianópolis) após ser espancada.

O padrasto dela, Luciano Antônio da Silva, 29, confessou que batia na menina e que a queimava porque ela chorava demais, de acordo com o delegado Gustavo Henrique Gomes Batista.

O corpo da criança tinha lesões provocadas há duas semanas, ainda segundo o delegado. Havia arranhões no pescoço, ferimentos nas orelhas e queimaduras nos dedos dos pés e das mãos.

Segundo o policial, ontem a mãe do bebê, Sirlei de Fátima Lima, 36, foi à cidade de Jaraguá do Sul (SC) com o filho de 18 anos e deixou a criança com o companheiro. Lima e Silva moram juntos há nove meses.

O delegado disse que Silva afirmou, em depoimento, que deu socos na barriga da menina porque ela estava chorando muito. Quando ela parou de chorar, deu a mamadeira para a criança tomar.

O bebê passou mal, vomitou e acabou se engasgando. Silva chamou os bombeiros para socorrê-lo, ainda de acordo com o delegado. A criança, porém, chegou morta ao hospital.

O laudo do IML será concluído amanhã (18). Batista disse, porém, que já recebeu informações que apontam insuficiência hepática como a causa da morte. "Os socos romperam o fígado e o baço."

A mãe da menina afirmou ao delegado que não sabia que a filha era vítima de agressões. Falou também que achava que os dedos da criança estavam machucados porque ela os havia prendido na porta.

Silva foi preso em flagrante e encaminhado ao presídio de Mafra (a 310 km de Florianópolis). Ele será indiciado sob suspeita de crime de tortura qualificado por morte.

Segundo o delegado, a mãe também poderá responder criminalmente caso haja indícios de que ela soubesse das agressões

Deixe seu Comentário

Leia Também

EMPREGO
Comarca de Mundo Novo abre seleção para estagiários de Direito
CAMPO GRANDE
Operário é salvo por colegas após ser soterrado em construção
ITAPORÃ
Prefeito reduz o próprio salário, do vice e de gerentes municipais
AQUIDAUANA
Mulher esfaqueia marido e diz que levou 'surra com galho de árvore'
ECONOMIA
Dólar encerra dia em alta, cotado a R$ 3,76; Bovespa também cai
DOURADOS
Homem é preso após roubar bermudas em loja
ECONOMIA
Russos reafirmam interesse na fábrica de fertilizantes em MS
MS
Memorial da Justiça do Trabalho inaugurado hoje será ponto turístico da Capital
CAMPO GRANDE
Encontrado nu, homem foi morto a facadas
PROCLAMAÇÃO DA REPÚBLICA
Mais de 3 mil veículos são abordados durante operação nas rodovias estaduais

Mais Lidas

TEMPORAL
Fortes ventos derrubam mais de 30 árvores e deixa rastro de destruição em Dourados
DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’
FACADAS
Traficante brasileiro mata namorada dentro de cela no Paraguai
TEMPORAL
Ventos fortes derrubam árvores em Dourados