Menu
Busca sexta, 23 de agosto de 2019
(67) 9860-3221

Ladrão 'educado' revela rosto para câmeras de segurança

19 maio 2011 - 16h23

Um assalto a um banco de Ohio, EUA, nesta quarta-feira (18), poderia ser um crime sem solução, não fosse a boa educação do ladrão. O suspeito entrou na agência vestindo uma jaqueta com capuz e foi interpelado por funcionários, antes de anunciar o assalto, para que baixasse o acessório. Ele obedeceu e teve o rosto flagrado pelas câmeras de segurança.

A estratégia é parte da política “No Hats, No Hoods” (“sem chapeus, sem capuzes” em português), que procura, justamente, expor o rosto de clientes para aumentar o nível de segurança nos bancos. Graças ao gesto, o FBI foi capaz de divulgar as imagens para as polícias e mídia de todo o país, que estão à procura do suspeito. Não foi revelada a quantidade exata de dinheiro subtraído.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
TJ mantém condenação por falsidade ideológica em certidão de óbito
FOGO
Número de queimadas aumenta quase 100% em Dourados em relação a 2018
ESTUDO
Pesquisas tratam de línguas indígenas e de recursos hídricos em Dourados
DOURADOS
Depoimento de socorrista aponta tragédia anunciada em plantão sem médico no HV
LOGÍSTICA
Corredor bioceânico deve se transformar em rota turística entre Brasil e Chile
BRASIL
Ibama vai contratar brigadas para prevenir e combater incêndios em MS e 17 Estados
VIOLÊNCIA
Bandidos encapuzados invadem casa no Santo André e agridem idoso a coronhadas
DOURADOS
MPE recomenda que prefeitura reabilite bairro feito sobre antigo lixão para uso residencial
TRÂNSITO
Motociclista morre no HV após queda em rodovia
RIO GRANDE DO SUL
Após sucesso em Bonito, Congresso Holístico Internacional terá nova edição em Gramado (RS)

Mais Lidas

TRÂNSITO
Empresa desliga mais de 30 lombadas eletrônicas em Dourados após rescisão contratual
DOURADOS
Veículo é consumido pelas chamas no Água Boa; veja vídeo
CRIME ORGANIZADO
Operação contra o PCC cumpre 30 mandados de prisão em cidades de MS
DOURADOS
Coordenador diz que Samu tentou reanimar acidentado por uma hora em HV sem médico