Menu
Busca segunda, 18 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Justiça ouve testemunhas, vítima e professor acusado de pedofilia em escola

03 junho 2011 - 19h48

Na tarde desta sexta-feira (03) o juiz da Vara da Infância, da Juventude e do Idoso, Danilo Burin, ouviu testemunhas de defesa e acusação, vítima e o acusado de abusar sexualmente de um menino de 11 anos em uma escola da rede municipal de ensino no ano passado.

A audiência que durou mais de três horas teve 25 testemunhas arroladas, 11 de acusação e 14 de defesa. Destas, oito eram crianças. A vitima, hoje com 12 anos, foi o segundo a ser ouvido. Além dele, o pai, a mãe, o melhor amigo, duas psicólogas e uma assistente social. Aproximadamente 10 testemunhas foram liberadas pelo juiz.

O professor de português,46 anos, acusado de pedofilia, chegou para depor por volta das 16h escoltado por policiais, nesse momento, a família da criança já havia ido embora. Após ser ouvido, ele saiu da sala de audiência, abraçou a esposa e chorou. “Meu marido não fez isso”, disse ela.

Segundo o advogado de acusação, Mário Sérgio Rosa, durante o depoimento o acusado negou que tenha abusado do menino.

Os pais do menino estavam muito abalados e indignados com o tudo o que aconteceu. “A vida da minha família virou de cabeça para o ar. Nunca vi pedófilo na cadeia”, indigna- se o pai da vítima.

Suicídio- O trauma causado pela violência a um menino que mesmo com a pouca idade já carrega o peso de ter sido vítima de um crime bárbaro, afeta toda a família. Em um determinado episódio a mãe foi pega de surpresa por uma crise de medo da criança. “Meu filho tremia a noite quando me via. Daí ele me falou: ‘Você parece com o meu professor’”, disse chorando.

Ainda de acordo com ela, mesmo após meses de tratamento psicológico ele continua tentando o suicídio. E foi a partir de uma dessas tentativas que a desconfiança de que algo estava errado começou. Em novembro do ano passado, antes de contar sobre o que estava acontecendo, ele tentou se jogar do carro. A mãe procurou ajuda de uma psicóloga. Foi ela, quem deu a ideia do que ele poderia fazer para contar o que estava acontecendo, já que não tinha coragem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Marçal quer apuração rigorosa na CPI da Energisa
EDUCAÇÃO
Instituições de ensino têm até dia 25 para aderirem ao ProUni
TRÁFICO
Homem que saiu de MS com cocaína e crack acaba preso no PR
DOURADOS
Umidade relativa do ar despenca nas primeiras horas do dia
SAÚDE
Quando começar a cuidar dos dentes do seu bebê?
FUTEBOL
Dois jogos encerram a 33ª rodada do Brasileiro nesta segunda
BRASIL
Celulares pré-pagos desatualizados são bloqueados hoje em 17 estados
TRÁFICO
Homem é preso tentando levar maconha até o Paraná
BALANÇO
Durante o feriado, número de acidentes em rodovias estaduais foi 60% menor que em 2018
JEJ BLUMENAL
Judô de MS garante 4 medalhas no judô em campeonato em SC

Mais Lidas

POLÍCIA
Vereador é agredido e roubado quando ia para igreja em Dourados
DOURADOS
Motociclista fica gravemente ferido após colisão no Parque Alvorada
FURTO
Casal é flagrado dentro de panificadora fechada na madrugada
DOURADOS
Mulher ameaça policiais com facão em abordagem por manobras perigosas