Menu
Busca quarta, 19 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
PARAGUAI

Jornalista pode ter sido executado a mando de facção, diz promotor

14 fevereiro 2020 - 22h35Por Da Redação

O promotor Marcelo Pecci, um dos investigadores do assassinato do jornalista Leo Veras, informou que as investigações apontam que a execução do profissional pode ter sido a mando de uma das facções criminosas que disputam o domínio do tráfico de drogas, na fronteira de Mato Grosso do Sul. O oficial, no entanto, não detalhou qual o principal grupo investigado, segundo ele, para não atrapalhar nos trabalhos.

Na região, predominam o PCC (Primeiro Comando de Capital) e o CV (Comando Vermelho). “A investigação está em seu curso normal, diria que bastante avançada, no entanto, ainda não descobrimos um fato mais consistente, sobre o que teria motivado o ataque”, disse o promotor em entrevista a rádio ABC Cardinal do Paraguai, nesta sexta-feira. Sem dar muitos detalhes, Pecci também confirmou que o jornalista havia sido ameaçado de morte. "Há evidências que comprovam que ele recebeu ameaças”, afirmou.

O caso

Leo Veras jantava com a família por volta de 20h de quarta-feira (12), em Pedro Juan, quando três pistoleiros encapuzados invadiram a casa no Jardim Aurora e o atingiram com vários tiros de pistola 9 milímetros e fuzil. Os bandidos fugiram no mesmo carro que usaram para chegar ao local, um Jeep Cherokee branco. Leo chegou a ser levado para um hospital particular em Pedro Juan Caballero, mas não resistiu aos ferimentos. 

A Polícia Nacional diz ter cinco frentes de investigação para tentar prender mandantes e os pistoleiros que executaram o jornalista. Quatro promotores enviados de Assunção pela Procuradoria-Geral de Justiça se juntaram ao promotor de Pedro Juan Caballero Marco Amarilla, para comandar a força-tarefa que tenta prender os matadores de Leo Veras.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COMBUSTÍVEIS
Petrobras aumenta preço da gasolina nas refinarias pela 1ª vez no ano
AQUIDAUANA
Falso delegado envia nudes e ameaça ‘infernizar’ vida de menina de 13 anos
LOTERIA
Confira as dezenas da Mega-Sena, que deve paga R$ 170 milhões
PROPOSTA
Projeto de lei prevê afixação de cartazes educativos sobre adoção
PUNIÇÃO
Idoso que atirou em morador de rua é exonerado da Assembleia Legislativa
BENEFÍCIO
UEMS abre inscrições de 770 auxílios para acadêmicos da graduação
CINEMA
Morre em São Paulo aos 83 anos José Mojica Marins, o Zé do Caixão
EMPREGO
Comarca de Mundo Novo realiza processo seletivo de estagiários
DOURADOS
Ladrão leva carro de autoescola e o abandona na Cachoeirinha
COTAÇÃO
Dólar renova recorde e fecha a R$ 4,36

Mais Lidas

APÓS 9 ANOS
Hipermercado fecha as portas em Dourados no final do mês
DOURADOS
Policial aposentado mata homem e diz ter sido ameaçado com faca
VIOLÊNCIA
Homem é assassinado em frente a padaria em Dourados
DOURADOS
Júri termina com réu condenado a 15 anos por matar desafeto em 2018