Menu
Busca sexta, 22 de junho de 2018
(67) 9860-3221
OPERAÇÃO ECHELON

Internos depõem após cumprimento de mandados em Dourados

14 junho 2018 - 10h51Por Adriano Moretto

Os três internos da PED (Penitenciária Estadual de Dourados) levados ao 1º Distrito Policial na manhã desta quinta-feira (14/6), em cumprimento de mandados de prisão preventiva dentro da Operação Echelon retornarão ao presídio após depoimentos prestados. 

Wanderniz de Oliveira Júnior, 23, conhecido como ‘Zé Pequeno’, Ulisses Silva Martins, 20, o ‘Colt’, e Lucas Alberto Canaverde, o ‘Lacoste’, 25, são os alvos da ação no município. 

A operação ocorre simultaneamente em 14 Estados contra integrantes do PCC (Primeiro Comando da Capital) e é realizada pela Polícia Civil e Ministério Público de São Paulo.

São cumpridos no total, 59 mandados de busca e apreensão, além de 75 prisões preventivas de integrantes da facção. 

INVESTIGAÇÕES

De acordo com nota encaminhada pelo Ministério Público de São Paulo, as investigações ocorrem há 12 meses e teve início a partir de manuscritos encontrados por agentes penitenciários nos esgotos do Presídio de Segurança Máxima de Presidente Venceslau (SP).

A Polícia Civil foi acionada para investigar, e, com a identificação técnica de sete líderes de organização criminosa, as investigações policiais avançaram para revelar a existência da célula “Sintonia de outros Estados e Países”. 

Os trabalhos revelaram, até o momento, o envolvimento de 103 integrantes, dos quais 75 serão presos nesta quinta (14/6) em 14 Estados. 

Alguns, por já se encontrarem presos, como no caso dos três membros da facção em Dourados, terão os mandados cumpridos nas respectivas penitenciárias. Ao mesmo tempo, policiais civis de São Paulo, em conjunto com policiais civis dos Estados cumprem 59 mandados de busca e apreensão. 

O grupo investigado é responsável por acirrar a disputa de facções no país, contabilizando elevado número de mortes (mais de uma centena), de maneira que constitui parte da operação, o compartilhamento inicial de provas sobre 12 homicídios. 

A deflagração da operação também tem por finalidade investigar o envolvimento em outros homicídios e desaparecimentos de pessoas em todo o país, a partir de um domínio único dos líderes da organização que engendraram o esquema criminoso. 

DROGAS

Durante as investigações os policiais apreenderam mais de uma tonelada de drogas e preso, no aeroporto de Guarulhos (SP), quando retornava da Bahia, no dia 10 de maio, um dos líderes dessa célula criminosa que autorizava mortes quase que diariamente. (Com informações do MP de São Paulo)

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZ
Vanessa Mesquita exibe corpo escultural e traça nova meta: "Motivada"
SOLTURA
Defesa de Lula busca concessão de prisão domiciliar junto ao STF
RURAL
Aprosoja realiza lançamento estadual da colheita do milho safrinha
FUTEBOL
Arbitral define detalhes da terceira fase da Copa Assomasul
CAMPANHA
“A vergonha é verde e amarela”, diz post do governo sobre assédio
UFGD
Inscrições para bolsa ao pesquisador ingressante terminam segunda-feira
BASE DE CÁLCULO
TST decide contra a Petrobras em causa trabalhista bilionária
COMÉRCIO ILEGAL
"Operação Alta Pressão" do Exército apreende 51 armas de fogo
CAMPO GRANDE
Doze anos após crime, homem é preso por estuprar criança de 5 anos
SELEÇÃO
Governo de MS abre processo seletivo para contratação de médicos

Mais Lidas

DOURADOS
Interno é encontrado morto em cela da PED
MS-164
Gaeco e PRF apreendem arsenal que seria levado até Minas
FURTOS
Moradores encontram casas furtadas em Dourados
FRONTEIRA
Homem é assassinado a tiros ao tentar defender filho