Menu
Busca quarta, 23 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
CAPITAL

Homens que furtaram R$100 mil de caixas eletrônicos são presos

09 novembro 2018 - 07h30Por G 1

Dois homens de 26 e 25 anos foram apresentados na Delegacia Especializada em Roubos a Bancos, Assaltos e Sequestros em Campo Grande, nesta quinta-feira, dia 08 de novembro, suspeitos de danificar caixas eletrônicos e furtar envelopes com dinheiro. Eles foram presos na cidade de São Paulo (SP) na última segunda-feira (5).

Segundo o delegado João Paulo Sartori, eles furtaram mais de R$100 mil em um período de cerca de 2 meses.

A dupla utilizava uma haste para abrir a entrada onde são depositados os envelopes. Eles atuavam geralmente em vésperas de feriados ou finais de semana, para que quando voltassem no domingo, encontrassem uma quantidade maior de envelopes.

O furtos foram nos meses de maio e julho em Campo Grande e também em Dourados. Eles devem responder por furto e associação criminosa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COXIM
Mulher não consegue falar com marido que é encontrado morto pela filho
UFGD
Concursos para docentes e técnicos divulgam candidatos isentos
ECONOMIA
Secretaria de Fazenda publica valor atualizado de Uferms para fevereiro
FORÇAS ARMADAS
Polícia recupera pistola de uso restrito desaparecida desde 2016
APRENDIZES-MARINHEIRO
Marinha abre inscrições para concurso com 1 mil vagas em todo país
ANASTÁCIO
Homem agride e furta dinheiro mãe para comprar bebida alcoólica
TELEVISÃO
Vanderson sai da casa para depor e é desclassificado do BBB19
CORUMBÁ
Homem é autuado por maus tratos a cavalo
PRIORIDADES
Onyx apresenta 35 metas para os primeiros 100 dias de governo
FUTEBOL
Aquidauanense e Urso empatam e dividem liderança do Estadual

Mais Lidas

POLÍCIA
Homem morre após ser atropelado por Mini Carregadeira em Dourados
BRASILÂNDIA
Dono de casa de prostituição é preso por tráfico de mulheres
ENERGISA
Consumidores podem recorrer ao valor da conta de energia sem sofrer corte no fornecimento
TRÁFICO
Carga de cocaína apreendida na BR-463 poderia render até R$ 47 milhões no Brasil