Menu
Busca terça, 18 de junho de 2019
(67) 9860-3221
ITAPORÃ

Homem tenta se esconder em banheiro, mas é morto por dupla armada na frente da mãe

13 junho 2019 - 06h15Por Da Redação

Anderson Martins dos Reis, 33, morreu na noite de quarta-feira, dia 12 de junho, em Itaporã, depois de ser surpreendido por dois homens armados na casa onde reside com a mãe, no bairro Cemat. No momento do crime, ele chegou a tentar se esconder, porém, foi baleado pelos criminosos. 

Conforme o Ifato, o rapaz estava no local quando um GM Celta de cor escura aproximou-se da residência e logo três ocupantes desceram do veículo e se encaminharam em direção a ele.

Foram quatro disparos contra a vítima que, entrou no imóvel e falou para sua mãe trancar a casa, porém os autores arrombaram as duas portas e atiraram mais oito vezes. Por fim desferiram facadas contra o rapaz na frente da mãe.

Os suspeitos fugiram no carro e a polícia investiga o caso. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÂNSITO
Mais de 233 mil veículos devem passar pela BR-163 no feriado
POLÍTICA
Cinco partidos de oposição anuncia obstrução à reforma da Previdência
DIA 24
Luiza Brunet será empossada embaixadora do Mãos EmPENHAdas
RURAL
Plano Safra terá R$ 225,59 bilhões em créditos para agricultores
CAMPO GRANDE
Mulher vai ao salão de beleza e quando sai encontra veículo incendiado
POLÍTICA
Senado aprova parecer que pede suspensão dos decretos das armas
CAPITAL
Bebê pode ser a 2ª vítima de gripe em menos de 24 horas em MS
FUTEBOL
Peru vence e assume a liderança do grupo do Brasil na Copa América
JUDICIÁRIO
Procuradores definem lista tríplice para sucessão de Dodge na PGR
AQUIDAUANA
Polícia prende nove suspeitos de furtar 100 quilos de cocaína em delegacia

Mais Lidas

AQUIDAUANA
Douradense desaparece nas águas do rio Aquidauana durante banho
PARAGUAI
Motim termina com 10 mortos e presos queimados e decapitados
DOURADOS
Perseguição na Coronel Ponciano termina com homem preso e apreensão de mais de 700kg de maconha
MASSACRE EM SAN PEDRO
Ministro paraguaio promete expulsar membros do PCC após motim com 10 mortos