Menu
Busca quinta, 23 de janeiro de 2020
(67) 9860-3221
DOURADOS

Homem é baleado com quatro tiros no Estrela Verá

19 julho 2019 - 11h10Por Vinicios Araújo e Osvaldo Duarte

Foi identificado como Geovane Aparecido Montserrat Velasques o homem baleado no Estrela Verá na manhã desta sexta-feira (19). Conforme apurado pelo Dourados News, a vítima sofreu quatro tiros que atingiram a cabeça, o tórax, as costas e o maxilar. 

O estado de saúde de Geovane é gravíssimo. Ele foi levado por equipe do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) para a UPA (Unidade de Pronto Atendimento). 

O atentado aconteceu na travessa 6 do bairro Estrela Verá, região periférica de Dourados marcada pela violência e ocupação de integrante de facção criminosa. 

Até o momento ninguém foi preso. A polícia segue investigando o caso. Participaram da ação equipes da Polícia Militar, Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros Militar, além do Samu. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

EM MIRANDA
Ação conjunta apreende 8,7 kg de cocaína na região Noroeste de MS
BRASIL
Aumenta número de afetados pela chuva no Espírito Santo
MS
Saúde convoca hospitais privados para orientar sobre dengue, zika e chikungunya
TRÁFICO
‘Espaço de lazer’ em Dourados era usado para guardar drogas e abrigar fugitivos
DOURADOS
Dois são presos em Itahum por tráfico de drogas e suspeita de furtos
ESTADO
MP vai à Justiça para barra porto na fronteira de MS
BRASIL
Arrecadação federal com impostos chega a R$ 1,537 trilhões em 2019
BRASIL
Mantida prisão de denunciado por ocultar armas pertencentes a acusado de assassinar vereadora Marielle Franco
POLÍCIA
Suspeito de vários crimes morre em confronto com a Força Tática
DOURADOS
UFGD anuncia campanha contra o trote

Mais Lidas

UFGD
Aluna branca aprovada em Medicina como indígena aponta engano na inscrição
VILA ROSA
Homem morre após ser atingido por facada no pescoço em bairro de Dourados
EMPREGO
Empresa abre 136 vagas para classificadores de grãos em Dourados e região
CRIME
EXCLUSIVO: Sucessor de Minotauro é trazido para Dourados em meio a crise penitenciária na fronteira