Menu
Busca terça, 16 de outubro de 2018
(67) 9860-3221

Homem atira na nuca de ex e comete suicídio em Campo Grande

21 dezembro 2012 - 11h16



Um homem de 27 anos morreu na manhã desta quinta-feira em Campo Grande (MS) depois de atirar contra a ex-mulher e também disparar contra si mesmo. Rafael Felastiga de Souza Lima e Bruna Moura Araújo, 24 anos, estavam separados há três meses e ele não aceitava o fim do relacionamento.


O crime aconteceu pouco depois de Bruna chegar ao trabalho, em uma loja de tapetes no centro da capital. Testemunhas contaram à polícia que o jovem chegou em uma motocicleta, entrou no estabelecimento, fechou a porta e, após uma discussão, disparou contra a ex-companheira.

O tiro atingiu a nuca de Bruna, que está internada na Santa Casa de Campo Grande em estado grave. O disparo de Rafael contra si foi na cabeça. Ele foi encaminhado para o hospital, ainda com vida, mas não resistiu e morreu ainda pela manhã.

O casal estava junto há oito anos e amigos diziam que o relacionamento era conturbado, devido aos ciúmes do rapaz. Ele já havia ameaçado de morte a jovem outras vezes, mas ela não chegou a registrar queixa na polícia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ELEIÇÕES 2018
Reinaldo vai ao TRE, que propõe campanha sobre erros na urna
SELEÇÃO
Guarda Mirim de Dourados abre inscrições para a quarta turma
SAÚDE
SUS vai oferecer novo medicamento contra hepatite C
CAMPO GRANDE
Trabalhador morre ao cai do telhado e bater a cabeça em proteção
AGRICULTURA FAMILIAR
Senado aprova MP que permite renegociação de dívidas rurais
TJ/MS
Justiça manda igreja devolver valor de automóvel doado por fiel
ECONOMIA
Dólar fecha em queda com busca por risco no exterior e cena eleitoral
BR-267
Polícia apreende quase 100kg de maconha dentro de veículo
BRASIL
Correios fecham 41 agências a partir de hoje; duas delas em MS
EDUCAÇÃO
Inscrições prorrogadas para fiscais externos dos vestibulares da UFGD

Mais Lidas

DOURADOS
Família busca notícias de mulher que abandonou carro e embarcou na rodoviária
JARDIM MONTE LÍBANO
Policiais douradenses são presos por assalto a família
DOIS DIAS DEPOIS
Servidora pública é encontrada nos fundos de residência que estava para alugar
DOURADOS
Cinco anos após crime, acusados pela morte de vendedor douradense vão a júri popular