Menu
Busca quarta, 23 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
MEIO AMBIENTE

Fazendeira é multada em R$ 5 mil por degradação de matas ciliares

18 outubro 2017 - 08h04Por Da Redação

Uma equipe de Policiais Militares Ambientais de Corumbá realizava fiscalização fluvial no Rio Paraguai Mirim, quando verificou em uma fazenda a derrubada da vegetação dentro da área protegida de preservação permanente (APP) de matas ciliares do rio.

A proprietária da fazenda executara o desmatamento sem autorização ambiental. No local da derrubada da vegetação havia vestígio de incêndio, porém, a autora afirmou que o fogo penetrou na área e que ela não teria feito uso do fogo no local.

A PMA interditou as atividades e a fazendeira (43) foi autuada administrativamente e multada em R$ 5.000,00 pelo desmatamento de área protegida ilegalmente.

Ela também responderá por crime ambiental de degradar área de preservação permanente (APP) e, se condenada, poderá pegar pena de detenção de um a três anos.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUDICIÁRIO
STF retoma nesta quarta julgamento sobre prisão após 2ª instância
CIRURGIAS PLÁSTICAS
Juiz manda prender médico Rondon, condenado por mutilar pacientes
INFORME PUBLICITÁRIO
Loja de materiais de construção traz caminhões com pisos direto da fábrica e aquece a briga pelo cliente
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CHAPADÃO DO SUL
Motociclista morre após ser atingido por carro e arremessado contra muro
ÓLEO
Senadores pedem declaração de emergência ambiental no Nordeste
AMAMBAI
Homem é suspeito de esfaquear a filha após ser denunciado por estuprá-la
PRAZO
Submissão de trabalhos para Jornada de Linguística vai até o dia 30
NOVA ALVORADA
Pastor evangélico é esfaqueado dentro de igreja após culto
EDUCAÇÃO
Enem para privados de liberdade registra mais de 40 mil inscritos

Mais Lidas

HAYEL BON FAKER
Homens são presos fazendo sexo em via pública em Dourados
DOURADOS
Três são presos após ‘batida’ em ‘boca de fumo’ no Jardim Pantanal
DOURADOS
“Se não pagar vocês não vão dormir, não vão ter paz”, ameaçou professora indígena presa por extorsão
DOURADOS
Suspeito de extorsão em área de conflito, policial é levado ao Presídio Militar da capital