Menu
Busca sexta, 17 de agosto de 2018
(67) 9860-3221
PASSIONAL

Ex-aluno entra em escola e mata adolescente de 16 anos em Goiás

06 novembro 2017 - 12h35

A estudante Raphaella Novinski, de 16 anos, foi morta a tiros dentro de uma escola estadual em Alexânia, no Entorno do Distrito Federal, na manhã desta segunda-feira, dia 06 de novembro. Segundo a delegada Rafaela Wiezel, Misael Pereira Olair, de 19 anos, foi preso em flagrante logo após cometer o crime. Ela disse que o suspeito afirmou ter disparado 11 vezes contra a vítima, por "sentir ódio" dela.

Conforme a delegada, Misael é um ex-aluno do Colégio Estadual 13 de Maio, local onde o fato ocorreu. Já a estudante cursava o 9º ano do ensino fundamental.

A investigadora acredita que o crime tenha sido passional. "Ele alega que é conhecido 'de longa data' da vítima, e que sentia muito ódio da menina. A partir do depoimento dele entendemos que ele tentou namorar com ela, mas foi rejeitado. Por conta disto resolveu comprar uma arma, entrar na escola onde ela estava e ceifar a vida dela", disse.

Em nota, a Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) informou que a estudante foi morta “logo depois do início das aulas” e que “foi a única alvejada”. Segundo o texto, logo após o crime a direção tomou todas as providências chamando a Polícia Militar e comunicando o fato à família da vítima.
Ainda segundo a nota, “três psicólogas e uma assistente social da Coordenação Regional de Educação, Cultura e Esporte [Crece], de Anápolis, já foram deslocados para Alexânia para apoiar a equipe da escola, alunos e familiares. Uma equipe da Seduce também se deslocou para o colégio”.

A Seduce ressaltou, ainda, que “a escola dispõe de câmeras no pátio e dois vigias noturnos para promover a segurança”. Por fim, a secretaria lamentou o crime “e informa que trabalha em um esforço contínuo para manter a paz e a fraternidade no ambiente escolar”.

O advogado de Misael já se apresentou na delegacia para acompanhar a oitiva dele. A reportagem ainda não conseguiu contato com ele para que comente o caso.

Crime

O crime ocorreu às 8h15 desta segunda-feira. De acordo com a delegada, Misael entrou na escola, invadiu a primeira sala de aula do corredor, mas não encontrou a vítima. Em seguida, ele entrou na segunda sala, foi direto ao local onde a adolescente estava e disparou vários tiros contra ela, que morreu no local.

"Ele nos disse que foram 11 disparos, todos eles no rosto da menina. Tudo isso reforça o indício de crime passional, ele tinha estudado na escola no ano passado e tinha guardado este sentimento de ódio. Nós já ouvimos o depoimento dele, agora vamos seguir os procedimentos", afirmou Rafaela, que contou que suspeito tentou fugir logo após o crime, mas foi preso minutos depois pela Polícia Militar.

Em nota, a assessoria de imprensa da corporação destacou que "foi informada dos disparos de arma de fogo na escola, se deslocando imediatamente até o local". Logo depois, segundo a PM, "Misael Pereira tentou fugir em um veículo Ford Escort, mas foi abordado e preso em flagrante pelos militares. Com o detido, foi apreendido um revólver calibre .32".

A delegada ressaltou que o jovem vai ser autuado em flagrante por homicídio qualificado e deve ser encaminhado ao presídio, onde ficará à disposição do Poder Judiciário.

O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado e já retirou o corpo da estudante do colégio.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Gracyanne Barbosa ousa em posição e deixa bumbum em evidência
ASSEMBLEIA
Projeto aprovado eleva Comarca de Rio Verde à categoria de segunda entrância
TECNOLOGIA
Anatel abre consulta pública sobre uso de faixa de frequência para 5G
JUCEMS
MS abriu mais de 500 empresas em julho
FLAGRANTE
Polícia prende em Corumbá foragido da Justiça do Maranhão
ELEIÇÕES 2018
TSE nega participação de Lula em debate na TV amanhã
ESPECIALIZAÇÃO
IFMS abre matrícula para especialização em Docência para Educação Profissional
ENSINO SUPERIOR
Estudantes que vão concluir graduação já podem se cadastrar no Enade 2018
REAJUSTE SALARIAL
Frentistas de MS tentam reajuste salarial desde 1º de março
COTAÇÕES
Dólar tem leve alta e volta ao patamar de R$ 3,90 com incerteza eleitoral

Mais Lidas

DOURADOS
Madrasta de criança morta é autuada por homicídio
DOURADOS
Além da madrasta, delegado autua o pai e ambos responderão pela morte de criança
DOURADOS
Criança de 1 ano teve trauma no tórax e laceração hepática
DOURADOS
Criança possuía lesões na cabeça e pescoço e polícia investiga o caso