Menu
Busca Quinta, 23 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221
Tribunal de Contas de MS - Novembro 2017

Empresário de Ponta Porã é preso acusado de homicídio

01 Maio 2012 - 14h49

A Polícia Civil de Campo Grande (Delegacia Especializada de Homicídios) prendeu, no final da tarde desta segunda-feira (30), em Ponta Porã, o empresário Claudio Rodrigues de Oliveira, o Claudinho Rodrigues, como é conhecido.

A informação oficial partiu da Polícia Federal, já que o delegado responsável pela prisão não quis falar com a imprensa.

Em vista disso, as informações ainda são desencontradas e não há nada de oficial confirmado pela Polícia Civil até o momento.

Nem a presença da mulher do empresário, a advogada Sudalene Machado, na delegacia do 1º Distrito Policial foi esclarecida. Ninguém poderia afirmar que ela também estava presa, ou se apenas acompanhava o marido.

Na delegacia ela falou em alto e bom som que “tudo isto é uma armação para acabar com a minha pré-candidatura”. (Ela é pré-candidata a prefeita pelo PT).

De qualquer forma, a advogada dela, que não se identificou, pediu que um jornalista saísse do corredor da delegacia para que ela pudesse sair da viatura policial e entrar na sala onde estavam os delegados.

Isto dá, pelo menos, idéia de que a situação dela não era animadora naquele momento.
Um forte aparato policial foi utilizado para a prisão do empresário, que estaria sendo acusado pelo assassinato do empresário Daniel Escobar, filho do também empresário Fahd Jamil.

Outras fontes deram conta de que Claudinho também estaria envolvido no assassinato do jornalista Paulo Rocaro. Todavia, por iniciativa própria e sem nenhuma acusação formal, o próprio empresário usou diversos canais de comunicação recentemente, para dar conta de que não teria envolvimento com o caso e que, pelo contrário, ele sim estaria sendo ameaçado de morte.

Aliás, em conversa por celular com uma terceira pessoa, no interior do 1º DP, a advogada Sudalene chegou a dizer que “tentaram acusar o Claudinho de tudo e como isto não está dando certo, agora vão tentar matá-lo. Precisamos de proteção. Já falei até com o delegado. Eu disse para o Claudinho não se meter com esta gente porque eles mandam na cidade”, completou.

Depois de ser ouvido na Polícia Civil, inclusive com o apoio da Força Nacional, policiais se dirigiram até a casa do empresário no Jardim Aeroporto e ao Posto Central, onde Claudinho mantém suas atividades comerciais, e apreenderam computadores, notebooks e outros objetos.

A polícia também não revelou se o empresário, a quem estaria sendo atribuída uma série de crimes, seria removido para o Estabelecimento Penal de Segurança Máxima de Dourados, ou permaneceria em Ponta Porã. Dois homens que ocupavam um carro da empresa Aliados Segurança de São Paulo e que pertenceria a Claudinho, também foram detidos em frente à residência do empresário por porte ilegal de arma.

A Polícia Federal revelou que eles integram um serviço de escolta armada e que há necessidade de uma autorização especial para isto. Os procedimentos estavam sendo averiguados diante da documentação apresentada pelos dois homens.

Outra fonte da Polícia Civil, que pediu para não ser identificada, revelou no começo da noite que Claudinho Rodrigues teve prisão temporária decretada por 30 dias, pelo assaassinato de Daniel Escobar e foi transferido para Campo Grande, onde também poderá ser indiciado pelo assassinato do jornalista Paulo Rocaro e pela morte de uma terceira pessoa cuja identidade não foi revelada.

Mercosulnews

Deixe seu Comentário

Leia Também

LUA DE MEL
Atleta do nado curte dia de sol nas Maldivas
DOURADOS
Prefeita recebe Udam e destaca trabalho conjunto com presidentes de bairros
ASSEMBLEIA
Executivo envia três projetos à Casa de Leis nesta quarta-feira
FUTSAL
Presidente Vargas é campeão do Estadual feminino
BRASIL
CCJ dá início à tramitação da PEC que acaba com foro privilegiado
SAÚDE
"Ônibus da Saúde" leva atendimento oncológico até Fátima do Sul no próximo sábado
EDUCAÇÃO FÍSICA
Participantes do Desafio 15 Dias do Jorjão perderam 332 quilos
ECONOMIA
Dólar cai e volta a R$ 3,23 com exterior e à espera de reforma da Previdência
DOURADOS
Délia recebe entidades conveniadas e garante manter parcerias
DOURADOS
Termina amanhã as inscrições para residências no HU

Mais Lidas

CANAÃ I
Homem é preso com mais de 100 porções de pasta base
DOURADOS
Jovem é preso em nova fase de operação contra pedofilia
IVINHEMA
Fim do casamento faz ex divulgar fotos íntimas por whatsapp
JARDIM CLÍMAX
Mulher é presa suspeita de vender catuaba a menores