Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
FRONTEIRA

Empresário brasileiro atacado por pistoleiros não resiste a ferimentos e morre

16 setembro 2019 - 14h20Por Da Redação

O empresário brasileiro Antônio Antun de Lima, 57, não resistiu aos ferimentos e morreu na manhã desta segunda-feira (16/9), horas após ser atacado por pistoleiros em Pedro Juan Caballero, cidade paraguaia que faz fronteira com o Brasil através de Ponta Porã. 

Ele fchegava na empresa em que era proprietário, no bairro Santo Antônio, quando ocorreu o atentado.

Antônio estava num carro, quando foi surpreendido por atiradores em motocicleta. Os criminosos atiraram sete vezes contra a vítima com pistola  calibre 9mm. Dois disparos acabaram atingindo a vítima, que saiu com vida para o hospital local. 

Segundo o Porã News, não há suspeitas sobre autoria e motivação para o crime. 

A ação dos pistoleiros pode ter sido gravada por câmeras de monitoramento que foram instaladas em território paraguaio. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

É LEI
Dia Estadual de Combate à Mortalidade Materna é instituído em MS
CAMPO GRANDE
Escolas particulares terão que encaminhar lista de material ao Procon antes de pedidos
SHOWBIZZ
Após 8 anos chega ao fim o casamento de Fernanda Souza e Thiaguinho
POLÍTICA
Câmara decide discutir prisão na 2ª instância após STF marcar julgamento
ITINERANTE
Carreta da Justiça atende as comarcas de Japorã e Juti nesta semana
COTAÇÕES
Dólar fecha em alta em dia de maior cautela no exterior
ITAQUIRAÍ
Inscrições para concurso com salários de até R$ 12 mil são prorrogadas
SELEÇÃO DE BASE
Seleção olímpica é derrotada para o Japão na Arena Pernambuco
CULTURA
Com orquestra de harpas, muita música e dança, 3º Festival Cultural do Chamamé foi destaque em público e negócios
SAÚDE
Dourados cede prédio no 4° Plano para implantação do Hospital do Amor

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida