Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
(67) 9860-3221

Dupla que roubava jóias também agiam em MS

13 maio 2011 - 11h08

Os cantores sertanejos Rodrigo e Dudu di Valença, ou na verdade Altair Leles Parreiro e Altemir Cândido Parreiro, que foram presos em flagrante na última terça-feira, em Ibitinga estado de São Paulo acusados de furtos em joalherias também teriam agido em Mato Grosso do Sul.

A informação é do chefe de investigação da Polícia Civil de Ibitinga, Marco Roberto Vasconcelos. A dupla teria sido reconhecida por mais de 50 pessoas em diversos Estados, incluindo o MS, sob acusação de furto. "À medida que a notícia ganhava a mídia nacional, 'choviam' denúncias" afirmou o investigador. Agora a polícia busca o paradeiro dos receptadores de jóias.

O advogado dos sertanejos, David Zanelato, ingressou ontem com pedido de habeas-corpus no Fórum de Araraquara (SP), amparado na afirmativa de que a dupla tem bons antecedentes, informação refutada pela Polícia Civil de Ibitinga, segundo a qual Altemir, o Dudu teria sido condenado a 5 anos de prisão, em 1999, por estelionato.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CONTRABANDO
MS deve movimentar R$ 352 milhões com cigarros ilegais
CAMAPUÃ
Projeto de irrigação submersa implantado em MS é o maior do País
SAÚDE
Prematuridade será debatida em Dourados na quinta
INTERNACIONAL
Congresso boliviano deve se reunir para acatar renúncia de Evo Morales
FUTEBOL
Série B do Brasileiro prossegue hoje com sete partidas
ECONOMIA
Gasolina tem variação de R$ 0,38 entre menor e maior preço em Dourados
BRASIL
Bolsonaro sanciona com vetos Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2020
CAMPO GRANDE
Policial envolvido em acidente que matou bebê tem prisão decretada
DOURADOS
Ex-secretário de Saúde e empresário são levados à PED e defesas tentam liberdade
EVENTO
Congresso reúne advogados para discutir evolução da profissão e direitos do consumidor

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente mata uma pessoa próximo a Embrapa
BR-163
Motorista morre ao bater de frente com carreta em Dourados
PONTA PORÃ/PEDRO JUAN
Três são assassinados e um bebê fica ferido em "domingo sangrento" na fronteira
DOURADOS
Justiça manda município pagar salário a guarda municipal preso por tráfico