Menu
Busca terça, 20 de novembro de 2018
(67) 9860-3221

Dois suspeitos de assassinato são linchados até a morte no MA

13 maio 2011 - 15h58

Dois rapazes suspeitos de assassinato foram linchados até a morte pela população em Pedro do Rosário, no Maranhão, nesta sexta-feira (13). A multidão, estimada em cerca de 400 pessoas pela Secretaria de Segurança Pública do Maranhão, teria quebrado as paredes da base da Polícia Militar da cidade para ter acesso às vítimas.

Segundo a Secretaria de Segurança, somente seis policiais faziam a segurança do local e não conseguiram controlar os moradores.

Os dois rapazes eram suspeitos de ter matado um idoso na cidade de Zé Doca (MA) no dia 8 de maio para roubar uma motocicleta. Após receber denúncias de que a dupla estava escondida em uma localidade em Pedro do Rosário, uma equipe da Polícia Militar seguiu até o esconderijo para prendê-los.

Os dois foram levados até a base da Polícia Militar, onde a multidão já aguardava pelos suspeitos. Além de quebrar a parede do posto policial, os moradores também furaram os pneus dos veículos da polícia.

A Secretaria de Segurança encaminhou para a cidade mais equipes das polícias Militar e Civil para reforçar a segurança. De acordo com o órgão, a situação já foi controlada.

A delegada regional Laura Amélia também vai viajar para a cidade para investigar o caso e tomar as providências cabíveis.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Projeto que flexibiliza Lei da Ficha Limpa é arquivado do Senado
PARAGUAI
Sobrinho de prefeito foi executado por terroristas com 11 tiros
FUTEBOL
Brasil vence Camarões por 1 a 0 no último amistoso do ano
EDUCAÇÃO
Enem vai mudar e terá dias de prova geral e específica, diz ministro
FUTEBOL
Datas e regulamento do Estadual mudam um dia após arbitral
DOURADOS
Comafro promove atividade pelo Dia da Consciência Negra
CULTURA
Filme de MS conquista dois prêmios em festival internacional de cinema
OMISSÃO DE SOCORRO
MPF quer abertura de inquérito policial para apurar atropelamento de crianças em MS
BRASIL
Mandetta compara contratos do Mais Médicos a convênio entre Cuba e PT
ARTIGO
Como somos frágeis

Mais Lidas

DOURADOS
Antes de ser assassinado, homem passou por ‘tribunal do crime’
DOIS MESES DEPOIS
Acusados de matar rapaz em Dourados serão apresentados hoje
BORORÓ
Adolescente morre ao tocar em cerca elétrica em Dourados
MARCELO PILOTO
Traficante brasileiro é expulso do Paraguai após matar mulher em cela