Menu
Busca domingo, 16 de junho de 2019
(67) 9860-3221
COXIM

Criança de 2 anos é internada em estado grave e mãe é suspeita de espancamento

18 outubro 2017 - 07h20Por Da Redação

Uma menina de dois anos e seis meses está internada em estado grave no Hospital Universitário de Campo Grande. A criança veio transferida de Coxim e a suspeita é de que tenha sido espancada pela prória mãe, de 16 anos.

De acordo com um laudo, a menina sofreu traumatismo craniano e um rompimento no intestino, além de várias lesões pelo corpo.

Conforme o site Coxim Agora, a mãe da menina levou a filha ao Hospital Regional Álvaro Fontoura Silva, em Coxim, na quinta-feira, dia 12 de outubro, porque a criança estava passando mal. Em uma avaliação preliminar, os médicos constataram que ela estava em estado grave e suspeitaram das agressões.

No hospital, a mãe negou o crime e disse que a criança havia escorregado num tapete da casa onde mora, sofrido uma queda e batido com a cabeça no chão.

Mesmo com a negativa da mãe, o caso foi denunciado à polícia, pelo Conselho Tutelar. O Coxim Agora conversou com a tia da menina, Marizélia Rodrigues, que mora em Campo Grande.

Ela contou que há algum tempo a criança vinha apresentando hematomas pelo corpo e que ela mesma já havia feito inúmeras denúncias na polícia para que o caso fosse apurado, inclusive, foi orientada a tirar fotografias das lesões para comprovar as agressões, mas nada foi feito.

Em imagens registradas pela tia, a criança aparece com o canto do olho vermelho, além de vários outros sinais nas pernas e no pescoço. Diante da gravidade, o caso foi registrado como maus-tratos.

O Conselho Tutelar de Coxim também acompanha a situação, junto à DAM (Delegacia de Atendimento a Mulher) da Polícia Civil.

A reportagem tentou conversar com a delegada Sílvia Elaine Girardi, da DAM, mas ela não atendeu aos telefonemas feito em seu celular. Na unidade policial também foi feito contato, mas ela não estava.

Conforme o HU, a menina respira por aparelhos, não poderá se alimentar (será mantida com soro) pelos próximos sete dias e está tomando remédios para estabilizar a pressão arterial. Por estar sendo investigada como a possível agressora, a mãe é mantida longe da criança.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Munik Nunes posa de body de renda e fãs falam de abuso de photoshop
ECOLOGIA
Número de turistas internacionais em Mato Grosso do Sul cresce 14% em 2018
FUTEBOL
Com triunfo sobre a Bolívia, Brasil chega à 100ª vitória na Copa América
ANASTÁCIO
Policial desconfia de negociação de jet ski e dupa é presa com arma e mais de R$ 13 mil
MUNDO
Hong Kong recua sobre lei que permite extradições para China
CAMPO GRANDE
Homem é assassinado por ex-marido da mulher durante encontro
MALHAÇÃO
Cleber e Anjinha se estranham e namoro fica ameaçado: 'Eu vou desistir'
ASSEMBLEIA
Escola Bilíngue para Surdos passa pela CCJR e segue a plenário
IMUNIZAÇÃO
Campanha de vacinação contra aftosa encerra neste sábado em MS
CAMPO GRANDE
Internado com suspeita de H1N1, homem morre em hospital e pode ser 15ª vítima em MS

Mais Lidas

POLÊMICA
Dono da Havan manda “recado” a manifestantes após protesto em frente a loja de Dourados
DOURADOS
Jovem é preso com arma de fogo após disparar e errar tiros contra desafeto da mãe
CARUMBÉ
Morto em colisão frontal contra caminhão tinha 58 anos
DOURADOS
Polícia suspeita que grupo tenha assassinado tio e sobrinho na aldeia