Menu
Busca quinta, 27 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221
LUTO

Corpo de Leo Veras será sepultado às 16h na fronteira

13 fevereiro 2020 - 14h20Por Wender Carbonari

O corpo de Lourenço Veras, 52, assassinado por pistoleiros na noite desta quarta-feira (12), será sepultado às 16 horas no Cemitério Cristo Rei, em Ponta Porã. As informações são de familiares do brasiguaio divulgada por redes sociais. 

Veras está sendo velado em Pedro Juan Caballero.

“Quero informar vocês que o sepultamento vai ser as 16h [horário de Mato Grosso do Sul], contamos com a presença de todos”, disse a filha da vítima em mensagem de áudio. 

Leo Veras, como era conhecido nas cidades de Ponta Porã e Pedro Juan Caballero, atuava como jornalista na região. Ele foi atingido por 12 disparos de pistola 9mm, chegou a ser socorrido, mas veio a óbito antes de dar entrada em um hospital localizado em território paraguaio. 

O jornalista, proprietário do site de notícias “Porã News”, teve a residência invadida por homens encapuzados. O ataque acontece por volta das 21h, momento em que Leo Veras jantava com sua família. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
‘Cassems Itinerante’ leva atendimento em Psiquiatria para Dourados e mais duas cidades
MANDADO DE PRISÃO
Em abordagem por pesca ilegal, PMA captura foragido da justiça
OPORTUNIDADE
Vale Universidade recebe inscrições a partir do dia 3 de março
LEGISLATIVO
Assembleia realiza audiência para apresentação de relatórios da Saúde
COVID-19
Desinfetante, álcool e água sanitária podem eliminar o Coronavírus
CAMPO GRANDE
Suposto receptador exige R$ 4 mil para devolver S-10 furtada
COTAÇÃO
Dólar fecha a R$ 4,44 e renova patamar recorde
SETE QUEDAS
Homem é preso com arma de fogo e munições em área rural
SUJEITO A PUNIÇÃO
Estados e municípios têm até domingo para informar gastos com saúde
UFGD
Universidade abre inscrições para aulas gratuitas de zumba

Mais Lidas

MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar
INVESTIGAÇÃO
Ex-prefeito de Amambai foi morto após discussão por desacordo trabalhista
PONTA PORÃ
Estado monitora caso suspeito de Coronavírus na fronteira