Menu
Busca quinta, 22 de agosto de 2019
(67) 9860-3221
POLÍCIA

Civil alerta quanto a golpes de estelionato em Dourados

03 outubro 2017 - 17h05Por Gizele Almeida

Bandidos atuam com diversos golpes na intenção de “arrancar” dinheiro da população e uma situação destas foi registrada nesta segunda-feira (02), em Dourados. O “golpe do acidente/ ou do guincho” fez com que uma mulher de 44 anos perdesse cerca de R$ 3 mil em dinheiro após uma ligação fajuta.

Conforme explicou o delegado regional Lupérsio Degerone, a vítima recebeu o telefonema do criminoso que se passou por um sobrinho e pediu que ela depositasse um valor pois, o carro havia quebrado em viagem. 

“O bandido se passou por familiar e disse que estava indo visitar a ‘tia’ e o carro quebrou, usou a alegação de que o valor tinha que ser de imediato transferido por conta do guincho se não, ele não ia ser liberado para seguir viagem e assim obteve o depósito”, contou. 

Ele explica que o golpista passou dados que seriam da seguradora para que fosse realizado um depósito no valor de R$ 2.980, o que foi feito pela vítima por volta das 15h. Logo mais, às 17h, recebeu outra ligação com a informação de que o valor solicitado anteriormente estava errado e pediu mais R$ 3,5 mil. 

A mulher disse então que não poderia fazer outra transferência, pois, o banco estava fechado e ela já tinha ultrapassado o valor para transferência no caixa eletrônico. Após isso, ligou para o sobrinho ‘verdadeiro’ e constatou que o fato era inverídico. 

O delegado destaca que a checagem dos fatos tem que acontecer antes do depósito. 

“A pessoa tem que desligar o telefone, confirmar com quem o outro está dizendo ser sobre o assunto e então tomar alguma medida”, conta. 

O mais comum “alvo” desse tipo de ação são os idosos, conforme o delegado, pois costumam se abalar mais e agir na “inocência”. No entanto, todos devem estar em alerta pois, podem receber as ligações. 

Outros formas dos bandidos agirem para estelionato via telefone, são os golpes do sequestro e do troco. 
Degerone cita que, embora não com frequência, estas ações acontecem em Dourados. 

No primeiro, o bandido afirma estar com algum ente da família e pede dinheiro para liberação, o que imita um sequestro, mas na verdade, a suposta pessoa não corre riscos. 

Na segunda ação, ocorre a falsa compra de produtos, com depósito do valor dos mesmos em envelope vazio. Após isso, é feito o pedido de troco, por haver ‘engano’ com o valor e com isso o golpe. 

“Por exemplo, afirma-se que a secretária depositou R$ 3 mil quando na verdade a compra daria R$ 1,5 e pede-se o troco, o que é feito pela vítima que só depois poderá verificar que o envelope estava vazio”, explica. 

Em todos os casos, Degerone afirma que é preciso buscar constatar os fatos para posteriores ações. Caso haja dúvidas, é possível contatar a polícia civil para auxílio na situação. O telefone do 1°Distrito Policial de Dourados é:  3411-8060.  

O estelionato exige quatro requisitos, obrigatórios para sua caracterização: 1) obtenção de vantagem ilícita; 2) causar prejuízo a outra pessoa; 3) uso de meio de ardil, ou artimanha, 4) enganar alguém ou a leva-lo a erro. A pena varia de 1 a 5 anos de reclusão. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Ministro da Saúde anuncia multivacinação para outubro
COMPRA DE VOTOS
Após afastamento de prefeita, TRE marca novas eleições em Miranda
COMER BEM
Almôndega recheada rende e cai muito bem como aperitivo
AGENDA EM MS
Ministro das Relações Exteriores estuda instalação de escritório do Itamaraty em MS
BRASIL
PGR empossa líder de lista tríplice como procurador-geral do trabalho
TJMS
Feriado do Servidor Público é transferido para o dia 10 de outubro
BRASIL
PF abre inquérito para investigar indícios de sabotagem em sistemas do MEC
MS
Mais três novas frentes são criadas por deputados estaduais
CRIME AMBIENTAL
Desmatamento irregular gera multa de R$ 9 mil a homem
BRASIL
No Senado, CCJ realiza último dia de debates sobre Previdência

Mais Lidas

POLÍCIA
Travesti furta veículo e é presa em Dourados
BR-163
Pedaço de pneu na pista causou acidente com morte que envolveu quatro carretas
CAARAPÓ
Colisão frontal entre carretas deixa um morto na BR-163
CAARAPÓ
Ferido em acidente com morte na BR-163 é transferido para Dourados