Menu
Busca segunda, 22 de outubro de 2018
(67) 9860-3221
AMAMBAI

Ciclista bate em veículo parado, cai e morre atropelado por carreta

26 setembro 2017 - 06h35

Um ciclista de 41 anos morreu depois de bater em uma caminhonete parada, cair e em seguida ser atropelado por uma carreta. O acidente aconteceu na tarde desta segunda-feira, dia 25 de setembro, na rua Pedro Manvailer, no centro de Amambaí, cidade localizada na região de fronteira com o Paraguai.

Conforme o registro policial, a vítima identificada como Nilton Roque da Silva seguia de bicicleta pela rua, quando bateu em uma caminhonete Ford/F-350, que estava estacionada. Segundo o site Campo Grande News, Nilton caiu e em seguida foi atropelado por uma carreta e morreu no local.

O motorista da carreta só percebeu que havia atropelado a vítima depois que foi avisado por populares, que perseguiram o veículo. Ele estacionou em um local seguro até a chegada da polícia.

Questionado, o motorista disse que não sentiu o atropelamento, pois o veículo, que conduzia é longo.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PRÁTICA ABUSIVA
Tim é multada em R$ 50 milhões por "derrubada" de chamadas
EDUCAÇÃO
Professor apresenta projetos de pesquisa da UEMS em Nova York
IMBRÓGLIO
O que se sabe sobre a troca de tiros entre policiais de Minas e São Paulo
UFGD
Estudantes de Artes Cênicas convidam para 1ª Mostra NAC
CONCURSO
Marinha abre inscrições para cerca de 400 vagas a oficiais temporários
SÃO PAULO
Correios iniciam projeto para emissão de carteira de trabalho
RIO BRILHANTE
Gestante que matou ex-namorado com facada é liberada pela Justiça
PATOLOGIA CERVICAL
HU de Dourados lança programa para reduzir fila de espera
RIO BRILHANTE
Motorista que invadiu pista e matou casal na BR-267 se apresenta
TECNOLOGIA
Facebook derruba rede de páginas e perfis a favor de Bolsonaro

Mais Lidas

OPERAÇÃO SATURAÇÃO
Megaoperação cumpre dezenas de mandados de prisão em Dourados
RIO BRILHANTE
Caminhonete invade pista, bate em motocicleta e mata casal
CANAÃ
Órgãos de segurança fecham festa organizada através do WhatsApp
DOURADOS
Ação contou com apoio de 4 delegacias da Capital e cumpriu mais de 40 mandados de prisão