Menu
Busca quinta, 24 de maio de 2018
(67) 9860-3221
SEVILHA ODONTOLOGIA

Casal é preso suspeito de maus tratos à criança deficiente em MS

07 junho 2011 - 08h19

A Policia Militar de Mundo Novo, cidade a 462 quilômetros de Campo Grande, prendeu na noite deste domingo (5), um casal acusado de maus tratos a uma criança de 6 anos, portadora de necessidades especiais. Foram presos a mãe da criança, de 33 anos, e o padrasto, de 31 anos.

Segundo a PM, a prisão foi feita após denúncia de vizinhos, de que a criança era constantemente agredida pelo padrasto e com a conivência da mãe. No momento da abordagem ao casal, o homem, que já foi preso em 2009 por tráfico de drogas, tentou fugir, mas foi perseguido e capturado.

Ainda de acordo com informações da Polícia Militar, após a autuação a mãe foi solta, em razão da criança ser portadora de necessidades especiais e não possui nenhum outro parente na cidade. Já o padrasto continua preso na cadeia pública da região. Entretanto, os dois vão responder ao inquérito por maus tratos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Fiems alerta que greve dos caminhoneiros vai parar 100% das indústrias
OPERAÇÃO OIKETICUS
Sargento da ‘máfia dos cigarreiro’ se apresenta e vai para presídio
NOVA ANDRADINA
Atleta de MS competirá no circuito nacional de ciclismo
CONTRABANDO
Veículo é apreendido com 2 mil pacotes de cigarros contrabandeados
CAMPO GRANDE
Dono de posto é preso por vender gasolina a preço abusivo
PARALISAÇÃO
UFGD suspende atividades até domingo
DOURADOS
Fazendeiro que matou desafeto em cartório há oito anos é absolvido
MIRANDA
Cocaína é apreendida pela PRF na BR-262 vinda de Corumbá
COTAÇÕES
Dólar interrompe sequência de três quedas e fecha em alta, cotado a R$ 3,64
INDÚSTRIA
Centro de Inovação do Sesi de MS será inaugurado amanhã

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Douradense morre em acidente na MS-270
RODOVIAS BLOQUEADAS
Greve dos caminhoneiros pode paralisar indústria em Dourados
GASOLINA A R$ 5
Contra abuso nos preços, força-tarefa autua postos em Dourados
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Rixa antiga teria motivado atentado contra “zóio de gato”