Menu
Busca segunda, 09 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221
BATAYPORÃ

Carta deixada por pai que matou filha não tem relação com o crime

18 outubro 2017 - 14h50Por Da Redação

O conteúdo da carta deixada por Antônio Lorival Cândido, que atirou na filha, a ex-vereadora Ivanilde Farias Candido, 47 anos, e em seguida se matou, não tem relação com o crime, segundo informou ao Portal Correio do Estado o delegado Rafael Carvalho.

O crime ocorreu na terça-feira (17) no município de Batayporã, Leste de Mato Grosso do Sul.

Informações preliminares indicavam que Lorival tinha deixado uma correspondência intitulada “Carta de Livramento”, dizendo que pretendia 'levar' também o neto, segundo o Correio do Estado.

Ainda de acordo com o site, o delegado confirmou a existência desta carta, mas respondeu que o conteúdo não tem ligação direta com a motivação do crime. Ele não divulgou o conteúdo por ter “caráter pessoal”.

O período de luto da família está sendo repeitado antes de dar início às oitivas, assim como os resultados da perícia feita no local do crime, dos exames necroscópicos feito nos corpos e do teste residuográfico realizado em Lorival para continuar as investigações.

Até o momento não há confirmação de que o homem tinha problemas psicológicos.

O CASO

A ex-vereadora e ex-secretária de Saúde de Batayporã, Ivanilde Farias Cândido, de 47 anos, foi assassinada, na manhã de ontem,  com tiro na cabeça enquanto dormia. O responsável pelo disparo foi o pai dela, Antônio Lorival Cândido, que se matou em seguida.

O crime aconteceu na residência onde a mulher residia com os dois filhos e o pai. Motivação ainda será apurada pela polícia, mas há a suspeita de que Antônio e a filha tenham se desentendido.

Ao lado dos corpos, foram encontrados um revólver calibre .38, além de uma carta.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARANAÍBA
Homem é preso tentando furtar caixa de cerveja de conveniência
ECONOMIA
Governo revisa economia com reforma da Previdência para R$ 855 bi
TRÊS LAGOAS
Trabalhador morre em turbina de hidrelétrica em MS e polícia investiga
PESQUISA
Oito em cada dez pessoas já leram notícias falsas em redes sociais
RIBAS DO RIO PARDO
Furtou caixa de som da prefeitura e foi preso por série de furtos
POLÍTICA
Comissão aprova projeto de Nelsinho Trad, que prevê ginástica laboral
PARANAÍBA
Homem é preso por furtar saco de cimento de Centro de Educação Infantil
RECEITA FEDERAL
Cerca de 700 mil contribuintes caíram na malha fina em 2019
SAÚDE
Enfermeira é flagrada dormindo em UPA e secretaria diz que era intervalo
PARCERIA
BB prorroga condições da Semana de Negociação até O fional do ano

Mais Lidas

FRONTEIRA
Três são indiciados pelo homicídio de adolescente esquartejado
RENÚNCIA FISCAL
Benefício fiscal para cerveja custou R$ 2,8 bilhões em quatro anos
SOLIDARIEDADE
Família de Gugu Liberato planeja campanha de doação de órgãos
POLÍTICA
Podemos decide expulsar o deputados Marco Feliciano do partido