Menu
Busca segunda, 14 de outubro de 2019
(67) 9860-3221
MUNDO NOVO

Bebê morto após ser espancado também foi violentado sexualmente

17 setembro 2019 - 22h20Por Da redação

Além de ser espancado até a morte, Pedro Henrique Oscar de apenas 1 ano e 7 meses de idade, que morreu nesta segunda-feira, dia 16 de setembro, tinha lesões de quatro centímetros no ânus, que indicam abuso sexual, conforme as informações da Polícia Civil. A mãe e o padrasto da criança foram presos acusados pelo espancamento do bebê. Segundo o site Midiamax, o crime aconteceu na cidade de Mundo Novo, na região Sul do Estado.

“Há lesão de quatro centímetros que foi causada pela inserção de alguma coisa no ânus da criança, mas ainda não podemos afirmar qual foi o tipo de abuso”, afirmou a delegada que está à frente das investigações, Allana Zarelli. O laudo de sexologia forense já foi enviado para Campo Grande.

A delegada informou que o pai biológico da criança ainda não foi ouvido porque está em estado de choque. Já a mãe de 23 anos de idade, prestou depoimento na delegacia de polícia. “A mãe se mostra muito fria e se contradiz. Ela não entrou em detalhes, mas relata que a criança não chorava e não tinha conhecimento que o filho estava sofrendo maus-tratos”, disse Allana.

Ainda, de acordo com a polícia, a mãe não sabe informar como ocorreram as lesões na vítima e questionada se outra pessoa cuidava da criança, ela afirma que o bebê ficava sob os cuidados dela e do padrasto. “Ela não sabe explicar o ferimento na perna com fratura em dois lugares, nem o ferimento no ânus. Ela não sabe explicar porque ela demorou tanto para procurar ajuda no hospital”, destacou a delegada.

O padrasto de 25 anos também prestou depoimento. “Ele nega toda e qualquer autoria. Não sabe quem fez, como fez e porque a criança chegou a esse ponto”, disse Allana. Ele também foi questionado se outras pessoas tinham contato com o bebê e assim como a mãe, afirmou que não.

O casal vivia junto há cerca de oito meses e no momento do fato, nesta segunda-feira, a mãe não estava em casa. “Ela saiu para comprar gelo em um mercado e ao retornar, viu o padrasto já dentro do carro com a criança no colo desfalecida, informando que o menino estava passando mal”, contou a delegada. Quando o casal chegou no hospital, o padrasto passou a dizer que todos iriam culpá-lo pelo crime.

Mudança de comportamento

Vizinhos e familiares contaram que há cerca de um mês e meio a criança mudou bastante. Constantemente triste e com febre, mas a mãe atribuía esses sintomas a gripe ou ao nascimento dos dentes. “Ela também impediu a criança de ver o pai biológico porque estava com a perna quebrada”. Pedro não frequentava a creche, sendo que só ficava em casa com a mãe e o padrasto.

A Polícia Civil constatou que há lesões causadas por espancamento e o bebê apresentava hemorragia interna. No entanto, mesmo dizendo que outras pessoas não tinham contato com a criança, mãe e padrasto negam o crime. “Os tipos de lesões não poderiam ser causados por outra criança. Eram os dois apenas que tinham contato com o bebê”, enfatizou Allana.

“Um caso muito chocante que pegou todo mundo despreparado, todos estão em choque pela frieza dos dois”, finalizou Allana. A polícia prossegue com as investigações.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

É LEI
Dia Estadual de Combate à Mortalidade Materna é instituído em MS
CAMPO GRANDE
Escolas particulares terão que encaminhar lista de material ao Procon antes de pedidos
SHOWBIZZ
Após 8 anos chega ao fim o casamento de Fernanda Souza e Thiaguinho
POLÍTICA
Câmara decide discutir prisão na 2ª instância após STF marcar julgamento
ITINERANTE
Carreta da Justiça atende as comarcas de Japorã e Juti nesta semana
COTAÇÕES
Dólar fecha em alta em dia de maior cautela no exterior
ITAQUIRAÍ
Inscrições para concurso com salários de até R$ 12 mil são prorrogadas
SELEÇÃO DE BASE
Seleção olímpica é derrotada para o Japão na Arena Pernambuco
CULTURA
Com orquestra de harpas, muita música e dança, 3º Festival Cultural do Chamamé foi destaque em público e negócios
SAÚDE
Dourados cede prédio no 4° Plano para implantação do Hospital do Amor

Mais Lidas

CLIMA
Previsão aponta dias chuvosos e queda de temperatura em Dourados
DOURADOS
Acionados para atender queda de moto, Bombeiros só encontram vítima no local
DOURADOS
Clima fica tenso com índios presos em confrontos às margens da Perimetral Norte
MS
Idosa é atingida por jaca durante procissão e precisa ser socorrida