Menu
Busca terça, 22 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221

Assassino de taxista pede perdão a família

31 maio 2011 - 17h17

Adenilso Canteiro da Silva, de 22 anos, mais conhecido como “Brinquinho”, foi apresentado na tarde desta terça-feira e durante entrevista, explicou que tinha apenas a intenção de roubar o carro, e que não sabia que Silas tinha morrido com o golpe de faca que ele deu.

Adenilso disse ainda que pede perdão a família do taxista e que não sabia que ele era um pai de família. Ele é acusado de matar o taxista Silas Soares Leite, 60 anos, ocorrido no dia 03 de dezembro do ano passado.

A Delegada Andréia Alves Pereira, na coletiva, agradeceu aos policiais do Serviço de Investigações Gerais (Sig) e Delegacia de Fronteira (Defron), que contribuíram para a investigação e localizaram o acusando.

Adenilso que é morador em Rio Brilhante, teria vindo até Dourados para visitar um parente quando resolveu roubar o veículo. Ele que já está preso por outro crime, diz em depoimento que matou porque a vítima reagiu.

O Crime

No dia 03 de dezembro no inicio da noite, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-463, perto do posto Capei, localizaram um carro Vectra, modelo e ano 2010, placas HTT 4404 de Dourados. O carro estava abandonado com o pneu furado e os policiais resolveram recolher para o posto policial.

Após o ocorrido, policiais do Departamento de Operações da Fronteira (DOF), informaram que o carro havia furado a barreira na MS-280, que liga Laguna Carapã a BR-463. Testemunhas afirmaram que a última vez que viram o taxista, que fazia ponto no Terminal Rodoviário, foi por volta das 14h30 do dia do assassinato, quando um estranho se aproximou e solicitou uma corrida.

No dia seguinte ao crime o corpo do homem foi descoberto por funcionários de uma usina, que telefonaram para a polícia, que foi até o local e identificara o taxista desaparecido. O corpo estava caído no meio do mato nas imediações do Praia Clube, entre o trevo do Hospital Universitário (HU) e Laguna Carapã. No rosto do motorista existiam hematomas o que levava a crer que houve luta corporal e agressão com uma barra de ferro ou de pau.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NA SUIÇA
Bolsonaro defende preservação ambiental e desenvolvimento econômico
SAÚDE
Supera promove saúde mental e apoia Janeiro Branco
NOVA ANDRADINA
Idoso é autuado em R$ 1,6 mil por transportar pneus contrabandeados do Paraguai
ESPORTES
Uma partida abre a 2ª rodada do Estadual 2019 nesta terça-feira
20 ANOS DEPOIS
Sete pessoas que atuaram na equipe do ex-governador de MS Wilson Barbosa são condenadas por improbidade
VAGAS
Hoje iniciam as matrículas de estudantes com deficiência na UFGD
DOURADOS
Convênio com Jucems para operacionalização da Redesim é renovado
INTERNACIONAL
Protestos violentos tomam conta de Caracas e cidades da Venezuela
FAMOSOS
Grávida, Thaeme celebra quatro anos de casamento e sai da dieta
POLÍTICA
Ministros estão "mapeando" problemas pelo Brasil, diz Bolsonaro

Mais Lidas

IVINHEMA
Assaltante é morto após invadir chácara, sequestrar duas vítimas e tentar roubar carros
DOURADOS
Rapaz é agredido com garrafa quebrada e acaba internado em estado gravíssimo no HV
BR-262
PRF aponta “erro” em divulgação de suicídio como causa de acidente com três mortes
POLÍCIA
Presos por sequestro em Ivinhema são identificados na Defron