Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905

Assassino de taxista pede perdão a família

31 maio 2011 - 17h17

Adenilso Canteiro da Silva, de 22 anos, mais conhecido como “Brinquinho”, foi apresentado na tarde desta terça-feira e durante entrevista, explicou que tinha apenas a intenção de roubar o carro, e que não sabia que Silas tinha morrido com o golpe de faca que ele deu.

Adenilso disse ainda que pede perdão a família do taxista e que não sabia que ele era um pai de família. Ele é acusado de matar o taxista Silas Soares Leite, 60 anos, ocorrido no dia 03 de dezembro do ano passado.

A Delegada Andréia Alves Pereira, na coletiva, agradeceu aos policiais do Serviço de Investigações Gerais (Sig) e Delegacia de Fronteira (Defron), que contribuíram para a investigação e localizaram o acusando.

Adenilso que é morador em Rio Brilhante, teria vindo até Dourados para visitar um parente quando resolveu roubar o veículo. Ele que já está preso por outro crime, diz em depoimento que matou porque a vítima reagiu.

O Crime

No dia 03 de dezembro no inicio da noite, a Polícia Rodoviária Federal (PRF), na BR-463, perto do posto Capei, localizaram um carro Vectra, modelo e ano 2010, placas HTT 4404 de Dourados. O carro estava abandonado com o pneu furado e os policiais resolveram recolher para o posto policial.

Após o ocorrido, policiais do Departamento de Operações da Fronteira (DOF), informaram que o carro havia furado a barreira na MS-280, que liga Laguna Carapã a BR-463. Testemunhas afirmaram que a última vez que viram o taxista, que fazia ponto no Terminal Rodoviário, foi por volta das 14h30 do dia do assassinato, quando um estranho se aproximou e solicitou uma corrida.

No dia seguinte ao crime o corpo do homem foi descoberto por funcionários de uma usina, que telefonaram para a polícia, que foi até o local e identificara o taxista desaparecido. O corpo estava caído no meio do mato nas imediações do Praia Clube, entre o trevo do Hospital Universitário (HU) e Laguna Carapã. No rosto do motorista existiam hematomas o que levava a crer que houve luta corporal e agressão com uma barra de ferro ou de pau.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Proposta de R$ 116 mil vence licitação para construir trilha em bosque na feira
DOURADOS
Délia exonera Berenice Machado da Secretaria de Saúde
BRASIL
Saiba como fazer o teste diagnóstico de covid-19 pelo plano de saúde
PANDEMIA
Em dia que passou de 3 mil casos de coronavírus, Dourados tem isolamento de 42,7%
DOURADOS
Desconhecidos roubam carro de vítima no Residencial Oliveira
BRASIL
Nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial do 3º lote
ASSEMBLEIA
Seis projetos estão pautados para a Ordem do Dia desta terça-feira
EDUCAÇÃO
Unip Ead cada vez mais próximo de você!! Conheça um pouco do gestão de turismo da Unip Polo Dourados
DOURADOS
Menor ‘guarda’ droga em casa e mãe é presa com o suspeito de ser o dono da mercadoria
SAÚDE & BEM - ESTAR
Entendendo de Hipnoterapia clínica para Fobias!

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano