Menu
Busca sexta, 20 de setembro de 2019
(67) 9860-3221
TRANSTORNADO

Após matar gatos e galinhas, jovem queima três casas e ameaça assassinar família

11 setembro 2019 - 16h50Por Da Redação

Na noite de segunda-feira (9/9), por volta das 21h, policiais militares lotados no 3º Grupamento de Polícia Militar de Japorã, foram acionados para atender uma denúncia de ameaça na Aldeia Porto Lindo.

De imediato uma guarnição deslocou até a Aldeia e fez contato com as vítimas, um homem de 43 e uma mulher de 44 anos.

As vítimas relataram à guarnição que seu filho, de 18 anos, após matar dois gatos e algumas galinhas, teria agredido sua irmã e feito ameaças de morte à toda a família.

Após as amaças, todos fugiram da residência e o jovem colocou fogo nas três casas da família, que eram feitas de sapé e madeira, queimando todos os pertences e roupas dos familiares.

Com o apoio da capitania da Aldeia a guarnição localizou e prendeu o jovem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

HOSPITAL DA VIDA
Homem morre após acidente e hospital só consegue contato com a família dois dias depois
TRÂNSITO
Acidente envolvendo colegas de trabalho mata policial na fronteira
TEMPO
Após 17 dias ‘secos’, chove em Dourados e pancadas podem seguir no sábado
SANGUESSUGA
Tetila é condenado a devolver R$ 173 mil por irregularidades na compra de ambulâncias
CAMPO GRANDE
Polícia Ambiental resgata gambá de incêndio em terreno baldio
FUTEBOL
Nove jogadores do Brasileirão são convocados para Pré-Olímpico
EXÉRCITO
Brigada Guaicurus troca comando em Dourados na segunda-feira
DOURADOS
Bêbado é preso após bater carro e derrubar muro
ESTADO
Secretaria de Estado de Saúde divulga horário de funcionamento das unidades vinculadas
DOURADOS
Associação Comercial abre inscrições para concurso de fotografia

Mais Lidas

POLÍCIA
PRF apreende caminhonete com cerca de 3 toneladas de maconha
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
DOURADOS
Justiça concede liberdade a mulher que liderava quadrilha presa com 1t de maconha
DOURADOS
Preso que fugiu da PED realizava serviço com outros 10 internos