Menu
Busca quinta, 24 de maio de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CORPAL TOPO SITE

Adolescente de 17 anos mata mulher a facada na Capital

17 maio 2011 - 10h35

Creuzina Alves Gomes, 59 anos, foi morta a facadas por volta das 19 horas de ontem, no bairro Buriti, em Campo Grande.

Segundo informações da Polícia, o assassino é um adolescente de 17 anos, que foi apreendido horas depois de cometer o crime.

A vítima surpreendeu o adolescente dentro de sua residência localizada na rua Deumiro Barbosa de Almeida. Ele estava pegando vários objetos do local.

Ele, ao ser flagrado, avançou sobre Creuzina e começou a agredi-la com socos e chutes. Em seguida, o adolescente a atingiu com uma facada.

A vítima foi encontrada por parentes, que acionaram o Corpo de Bombeiros, mas ela não resistiu e morreu no local.

O adolescente era conhecido da vítima e foi apreendido na casa dele. No local, os policiais apreenderam a faca usada no crime e objetos da mulher.

Ele foi encaminhada para a Deaij (Delegacia de Atendimento a Infância e Juventude).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Fiems alerta que greve dos caminhoneiros vai parar 100% das indústrias
OPERAÇÃO OIKETICUS
Sargento da ‘máfia dos cigarreiro’ se apresenta e vai para presídio
NOVA ANDRADINA
Atleta de MS competirá no circuito nacional de ciclismo
CONTRABANDO
Veículo é apreendido com 2 mil pacotes de cigarros contrabandeados
CAMPO GRANDE
Dono de posto é preso por vender gasolina a preço abusivo
PARALISAÇÃO
UFGD suspende atividades até domingo
DOURADOS
Fazendeiro que matou desafeto em cartório há oito anos é absolvido
MIRANDA
Cocaína é apreendida pela PRF na BR-262 vinda de Corumbá
COTAÇÕES
Dólar interrompe sequência de três quedas e fecha em alta, cotado a R$ 3,64
INDÚSTRIA
Centro de Inovação do Sesi de MS será inaugurado amanhã

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Douradense morre em acidente na MS-270
RODOVIAS BLOQUEADAS
Greve dos caminhoneiros pode paralisar indústria em Dourados
GASOLINA A R$ 5
Contra abuso nos preços, força-tarefa autua postos em Dourados
TENTATIVA DE HOMICÍDIO
Rixa antiga teria motivado atentado contra “zóio de gato”