Menu
Busca quarta, 25 de abril de 2018
(67) 9860-3221
SEVILHA ODONTOLOGIA
CONDIÇÕES DEGRADANTES

Ação contra trabalho escravo resgata 11 homens em fazendas no Pantanal

25 outubro 2017 - 11h56Por Da Redação

Auditores fiscais do trabalho resgataram 11 trabalhadores em duas fazendas no Pantanal, em Corumbá, cidade localizada na fronteira com a Bolívia. Segundo o site Campo Grande News, o flagrante do MTE (Ministério do Trabalho e Emprego) aconteceu, nesta terça-feira, dia 24 de outubro, no dia que STF (Supremo Tribunal Federal) revogou portaria do governo federal que mudou regras de fiscalização e inclusão de empregadores na “lista suja” do trabalho escravo no Brasil.

Segundo Kleber Pereira de Araújo e Silva, chefe da Inspeção do Trabalho do MTE em Mato Grosso do Sul, havia formalização do contrato de trabalho dos homens resgatados.

Ainda conforme o auditor fiscal, em uma das propriedade, havia nove trabalhadores contratados irregularmente para desmatar uma área e transformá-la em pasto para a criação de gado. Na outra fazenda, dois homens trabalhavam na construção de cercas.

No dois locais, os empregados eram mantidos em alojamentos improvisados, sem qualquer condição de higiene, conforme constatação dos fiscais. “Eram barracas improvisadas com lona e plástico, sem local para refeição, armazenamento dos alimentos, banheiros. Eles também não tinha equipamentos de proteção individual para trabalhar”, detalhou Kleber Pereira. 

Os trabalhadores também não tinham contrato para a prestação dos serviços. Eles foram resgatados e os empregadores autuados.

Agora, os contratantes serão obrigados quitar os débitos com os empregados pelos dias trabalhados. Os trabalhadores também receberão o seguro desemprego.

Kleber explica ainda que os dados sobre a fiscalização serão repassado ao MPT (Ministério Público do Trabalho) responsável por garantir os direitos trabalhistas das vítimas da situação degradante e também ao MPF (Ministério Público Federal) que pode investigar e pedir à Justiça a responsabilização criminal dos empregadores.

“Agora com a liminar, as fazendas também estão sujeitas à inclusão na chamada lista suja”, completou o auditor fiscal sobre a decisão STF de suspender a portaria do governo federal que causou polêmica e foi criticada internacionalmente. 

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Através do Imam, Prefeitura firma parceria com a Uems para educação ambiental
POLÍTICAS PÚBLICAS
MS é contemplado com recursos para políticas públicas de Igualdade Racial
DOURADOS
Corrida do Trabalhador 2018 tem 400 inscritos
IMUNIZAÇÃO
Procura por vacinas contra a gripe é tranquila nos postos de saúde de Dourados
DOURADOS
Cadela Inca flagra indígena com skunk na mochila
GERAL
Abevê realiza amanhã ação no Dia de Combate à Hipertensão
FUTEBOL
Palmeiras encara o Boca na Argentina pela Libertadores
PROPOSTA
Diferenciação no atendimento aos pacientes com e sem plano poderá ser proibida em MS
BR-267
Carreta furtada há quase um mês no Paraná é recuparada em MS
CULTURA
Grupo de teatro do Maranhão promove espetáculo gratuito em Dourados
Além da apresentação, das 14h às 18h, acontece uma oficina para atores e alunos de teatro

Mais Lidas

TRABALHO CONJUNTO
Dez são presos em operação que encontrou drogas em Dourados
DOURADOS
Após apreensão em caminhão, maconha também é encontrada em barracão de reciclados
JARDIM GUANABARA
Farejador encontra maconha escondida em carga de recicláveis em Dourados
DOURADOS
Maconha era escondida em meio a fardos de recicláveis em barracão