Menu
Busca sábado, 22 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Zeca apóia candidatura de Izaias Pereira à reitoria da UFMS

20 janeiro 2004 - 13h03

O governador Zeca do PT recebeu, em audiência, o professor Izaias Pereira da Costa, ex-secretário de Saúde do Estado, que esteve na Governadoria para comunicar sua candidatura à reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Izaias, 53 anos, é doutor em Medicina, professor-adjunto do Departamento de Clínica Médica e ex-Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da UFMS. O governador Zeca manifestou “simpatia” pela candidatura do seu ex-secretário de Saúde, lembrando dos seus conhecimentos e compromisso ideológico. Izaias Pereira da Costa foi recebido pelo governador juntamente com os professores Rivaldo Venâncio da Cunha e Roberto Melges.“A eleição para reitor é uma questão interna, de foro íntimo dos professores, alunos e servidores da Universidade, mas vejo com muita simpatia essa candidatura. Ao longo de cinco anos construímos uma parceria muito produtiva com as universidades privadas, acho que agora é o momento de ampliar a parceria com a universidade pública”, observou o governador Zeca.O governador disse que, respeitando a autonomia da UFMS, vai defender a eleição do professor Izaias Pereira da Costa. “O que depender de mim e da minha relação com o governo federal, vou defender uma nova fase para a UFMS”, afirmou o governador.Durante conversa com o candidato a reitor, o governador sugeriu que ele faça contatos com a bancada federal e a participação do Diretório Regional do PT e outros setores progressistas no debate em torno da sucessão e integração da universidade pública com a comunidade, já que grande parte dos eleitores fazem parte da comunidade universitária. “A Universidade precisa estar mais perto do povo”, disse Zeca.Izaias Pereira da Costa disse que vai disputar a reitoria pregando a democratização da universidade e sua integração aos projetos de inclusão social, melhoria da qualidade do ensino e da pesquisa e, sobretudo, participação mais intensa nos projetos de extensão para atender as necessidades sociais da comunidade, principalmente na área de saúde e capacitação de professores de primeiro grau.“Hoje a UFMS não tem uma política objetiva e sua contribuição se restringe às iniciativas individuais”, diz Izaias, para quem a universidade pública precisa ter uma política global e projetos coletivos, além de estabelecer parcerias com o governo e estar mais presente na comunidade, não apenas na Capital, mas também no interior.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAMPO GRANDE
Cuidadora é presa após assalto que terminou em morte de médico de 93 anos
TST
Petroleiros fecham acordo com a Petrobras e encerram greve de 20 dias
JARDIM
Armado, homem ameaçava enteada de 8 anos para estuprá-la
UEMS
Mestrado Profissional em Ensino em Saúde abre inscrições em Dourados
ECONOMIA
Associações pedem que Reinaldo revogue aumento do ICMS da gasolina
CAMPO GRANDE
Mulher é presa após xingar idoso e bater na vizinha com mangueira
BATAYPORÃ
Chuva de 90 milímetros coloca cidade de MS em situação de emergência
FOLGA
Bolsonaro passa o carnaval em unidade do Exército no Guarujá
CAPITAL
Major da PM que matou ex-namorado foi agredida e ficou em cárcere
ECONOMIA
Projeto Maracujá Agroecológico começa a dar resultado a produtores

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher ameaça se jogar de torre no Jardim Guaicurus
DOURADOS
Fechamento e promoções levam multidão a fazer fila em hipermercado
DOURADOS
Após negociação, mulher é resgatada de torre no Guaicurus
DOURADOS
Bombeiro usou técnica de rapel para resgatar mulher em torre