Menu
Busca quinta, 23 de maio de 2019
(67) 9860-3221

Zeca apóia candidatura de Izaias Pereira à reitoria da UFMS

20 janeiro 2004 - 13h03

O governador Zeca do PT recebeu, em audiência, o professor Izaias Pereira da Costa, ex-secretário de Saúde do Estado, que esteve na Governadoria para comunicar sua candidatura à reitoria da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS). Izaias, 53 anos, é doutor em Medicina, professor-adjunto do Departamento de Clínica Médica e ex-Pró-Reitor de Assuntos Estudantis da UFMS. O governador Zeca manifestou “simpatia” pela candidatura do seu ex-secretário de Saúde, lembrando dos seus conhecimentos e compromisso ideológico. Izaias Pereira da Costa foi recebido pelo governador juntamente com os professores Rivaldo Venâncio da Cunha e Roberto Melges.“A eleição para reitor é uma questão interna, de foro íntimo dos professores, alunos e servidores da Universidade, mas vejo com muita simpatia essa candidatura. Ao longo de cinco anos construímos uma parceria muito produtiva com as universidades privadas, acho que agora é o momento de ampliar a parceria com a universidade pública”, observou o governador Zeca.O governador disse que, respeitando a autonomia da UFMS, vai defender a eleição do professor Izaias Pereira da Costa. “O que depender de mim e da minha relação com o governo federal, vou defender uma nova fase para a UFMS”, afirmou o governador.Durante conversa com o candidato a reitor, o governador sugeriu que ele faça contatos com a bancada federal e a participação do Diretório Regional do PT e outros setores progressistas no debate em torno da sucessão e integração da universidade pública com a comunidade, já que grande parte dos eleitores fazem parte da comunidade universitária. “A Universidade precisa estar mais perto do povo”, disse Zeca.Izaias Pereira da Costa disse que vai disputar a reitoria pregando a democratização da universidade e sua integração aos projetos de inclusão social, melhoria da qualidade do ensino e da pesquisa e, sobretudo, participação mais intensa nos projetos de extensão para atender as necessidades sociais da comunidade, principalmente na área de saúde e capacitação de professores de primeiro grau.“Hoje a UFMS não tem uma política objetiva e sua contribuição se restringe às iniciativas individuais”, diz Izaias, para quem a universidade pública precisa ter uma política global e projetos coletivos, além de estabelecer parcerias com o governo e estar mais presente na comunidade, não apenas na Capital, mas também no interior.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Bolsonaro volta a defender mudanças na CNH e fim dos radares
CAMPO GRANDE
Jovem grávida é agredida, desmaia e acorda sendo estuprada
UNIGRAN
Jornada de Psicologia vai abordar trajetos e conquistas em 20 anos de história
MEIO AMBIENTE
Conciliação: danos ao Rio da Prata serão reparados por responsáveis
TRÊS LAGOAS
PMA realiza Educação Ambiental a 50 alunos de escola pública
JUDICIÁRIO
Maioria no STF vota para enquadrar homofobia como crime de racismo
DOURADOS
Servidora da UEMS lança livro sobre Letramento Digital nesta sexta
RIBAS DO RIO PARDO
Homem é preso e confessa que estuprava a sobrinha de 9 anos
SELEÇÃO
Marinha abre concurso para 90 vagas para o Corpo Auxiliar de Praças
JUSTIÇA
Integrante do PCC é condenado a 15 anos por esquartejar rival

Mais Lidas

POLÍCIA
Após pescaria, marido encontra desconhecido na frente de casa e ameaça mulher com arma em Dourados
DOURADOS
Preso em operação estava sob monitoramento por assalto
PEDRO JUAN
Três suspeitos de chacina na fronteira são presos pela polícia paraguaia
PEDRO JUAN
Seis morrem e uma criança fica ferida após ataque de pistoleiros na fronteira