Menu
Busca quinta, 19 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Zé Silvestre quer solução para maus tratos no INSS

16 dezembro 2003 - 17h26

O vereador Zé Silvestre (PT) convocou o gerente executivo Francisco Carlos Silva e representantes do INSS (Instituto Nacional de Seguro Social) em Dourados na última sexta-feira, dia 12 de dezembro, para darem explicações, na Câmara Municipal, sobre denúncias de maus tratos que usuários do sistema previdenciário vem recebendo por parte dos médicos que fazem parte do quadro de servidores da Previdência e que realizam as perícias na instituição local. As denúncias envolvem os nomes dos médicos Rodolfo Rupp, Jacir Ribas, Ricardo Hespanhol e foram reiteradas junto aos representantes do INSS por onze pessoas, que relataram, uma a uma, a maneira como são atendidas pelos médicos responsavéis pelas perícias. ""Muitos têm seus benefícios cortados sem nenhuma explicação; outros, mesmos com exames que comprovam a incapacidade para o trabalho, são barrados e ainda sofrem maus tratos, por profissionais que são pagos com dinheiro do contribuinte"", criticou Zé Silvestre após ouvir as denúncias. Ele lamentou que apesar dos vários fatos já relatados junto a Ouvidoria do INSS, ""até agora nenhuma medida no intuito de reverter essa situação foi tomada"", com medidas punitivas contra os médicos que, reforçou, ""agem com desdém contra os usuários do sistema previdenciário"".Além das denúncias Zé Silvestre tem em mãos um abaixo-assinado contendo centenas de assinaturas de pessoas que alegam ter sofrido maus tratos durante as perícias médicas no INSS. "Queremos saber o que está acontecendo aqui em Dourados e por que esses médicos não dão um tratamento digno e humano aos beneficiários do INSS", indagou o vereador ao gerente executivo do INSS.O executivo disse que até hoje não existem denúncias formalizadas contra o atendimento dos médicos, apesar da existência do disque-denúncia (0800-780191), e disse que o caso será avaliado. Francisco Silva alegou que não pode simplesmente punir e que as acusações têm de ser fundamentadas e comprovadas. O gerente do INSS se comprometeu em avaliar a situação e garantiu que após as apurações necessárias, tomará providências. "Se as denúncias forem comprovadas, o profissional será penalizado", garantiu Francisco.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Lunetas para arma de fogo são apreendidas em Dourados
FUTEBOL
Seleção brasileira recua para 3ª posição no ranking masculino da Fifa
DOURADOS
Prefeitura vai licitar empresa para gerenciamento e manutenção da frota
DOURADOS
Polícia fecha “boca do Matrix” e prende acusado de vários furtos no Centro
CAPITAL
Com ajuda de cães farejadores, polícia apreende 36,2 kg de cocaína
POLÍTICA
Minirreforma eleitoral divide bancada de MS ao ser aprovada na Câmara dos Deputados
OBRA PARADA
Prazo para retirada dos primeiros editais do Aquário do Pantanal termina dia 27
CLIMA
Dourados pode ter setembro mais seco em 40 anos
BRASIL
PF cumpre mandados em gabinetes do líder do governo e de seu filho
COMBATE AO TRÁFICO
Após apreensão de 1,6t de maconha na fronteira, polícia cumpre mandados de prisão na Capital

Mais Lidas

DOURADOS
De assaltante frustrado a autor de furto, jovem agora é apontado como assassino frio e cruel
DOURADOS
“Terror”: Empresário foi agredido e ameaçado de morte durante roubo de joias
CRIME BRUTAL
Após matar pai e filho, assassino arrancou cérebro de menor e manteve fogo aceso para queimar corpos
DOURADOS
Interno foge da PED durante trabalho de manutenção