Menu
Busca segunda, 23 de setembro de 2019
(67) 9860-3221

Vice-prefeito não sobe no palanque de Tetila

20 dezembro 2003 - 10h06

O vice-prefeito de Dourados, Luiz Carlos de Arruda Leme, repetindo um gesto que já vem se tornando hábito, mais uma vez preferiu ficar distante do titular do cargo, o prefeito Laerte Tetila. Arruda, acompanhado da mulher, Dirce, preferiu ver o desfile dos pioneiros e convidados do Centro Cívico “20 de Dezembro” sob a marquise de uma loja na avenida. Arruda disse ao Dourados News que não foi convidado para as comemorações do aniversário do município. “Como é tempo de Natal, não vou servir de enfeite para a festa dos outros”, disse o vice-prefeito. No dia 10, Arruda representou o prefeito na abertura do comércio em horário especial e até entregou as chaves da cidade para o Papai Noel, em frente da ACID. A maior parte das autoridades já deixou o palanque oficial, mas o desfile ainda não acabou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU!
Luísa Sonza exibe boa forma em passeio de iate e ganha elogios
APOSENTADORIA
Reforma da Previdência pode ser votada em 1º turno nesta terça-feira
PONTA PORÃ
Veículo blindado roubado em São Paulo é recuperado na região de fronteira
FOGO
Helicópteros entram em operação no combate às queimadas no Pantanal
MARACAJU
Homem é preso por receptação e polícia recupera caminhão furtado
ECONOMIA
Termina hoje prazo para cliente da Caixa autorizar saques do FGTS
OPORTUNIDADES
Concursos: 17 órgãos abrem amanhã inscrições para mais de 1.500 vagas
OPERAÇÃO BOCAIÚVA
Ação apreende 11 filhotes de papagaios e aplica multa de R$ 60 mil
MEIO AMBIENTE
Semana da Árvore termina com plantio de mudas no Antenor Martins
FÓRMULA 1
Vettel supera Leclerc, vence em Singapura e quebra jejum de 22 corridas

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Criança morre em hospital e polícia investiga estupro de vulnerável
FLAGRANTE
Guarda Municipal flagra "festinha social" lotada de menores
DOURADOS
Campo-grandense é preso após roubar escritório de advocacia em Dourados
FRONTEIRA
Adolescente de 16 anos é morto na frente do pai com um tiro no peito