Menu
Busca sexta, 22 de fevereiro de 2019
(67) 9860-3221
DOURADOS

Vereadora denuncia colega por “passada de mão” em sessão

09 junho 2015 - 18h00

A vereadora Virginia Magrini (PP) registrou o boletim de ocorrência na Delegacia Especializada de Atendimento a Mulher contra o colega de trabalho, também vereador Mauricio Lemes (PSB) por afirmar que ele teria passado a mão em suas nádegas durante sessão ordinária na noite de segunda-feira (08) na Câmara Municipal de Dourados.

O fato, segundo ela, aconteceu já no final da cerimônia durante entrega de uma moção legislativa e foi feito por repetidas vezes. Virginia conta que chegou a pensar que fosse outro vereador, porém, depois que afirmou que denunciaria o ocorrido, o próprio Maurício veio até ela e pediu desculpas.

“Na hora me enganei pensei que fosse outra pessoa e depois disse que ia fazer a ocorrência e o próprio [Maurício] veio pedir desculpas para mim e afirmou que pensou que eu não iria ficar chateada e que era apenas uma brincadeirinha. O fato aconteceu umas quatro vezes. Eu fiquei indignada, eu não conseguia acreditar que em uma solenidade daquela eu estava passando por um constrangimento daquele tamanho”, ressaltou.

A vereadora conta que logo após o fato pediu que o presidente da Câmara Idenor Machado tomasse providência, mas, ele não entendeu o que acontecia no momento já que a sessão ainda ocorria. Logo após o término da sessão Virginia recorreu a comissão de ética da casa de leis.

“Eu nunca autorizei isso e jamais autorizaria no meu local de trabalho. Ainda que eu fosse uma prostituta, ninguém teria direito de fazer isso comigo lá no meu local de trabalho. Fiz no mesmo dia uma declaração de punho próprio e entreguei ao conselho de ética que está uma cópia aqui junto ao BO”, citou.

A vereadora conta que tem sofrido pressão por conta da situação e que pessoas próximas a Maurício Lemes também entraram em contato com ela para que omitisse a situação.

“Teve de um lado a turma do ‘deixa disso’ pedindo para que deixasse para resolver apenas internamente e de outro lado pessoas que acham que pelo meu jeito de ser que eu não deveria deixar de trazer para que isso seja apurado. O partido também pediu que eu tomasse uma posição e não teve jeito, não ia ficar em paz se aceitasse essa situação. Tenho medo de represálias, já recebi mensagens que deixei até na delegacia, as quais eu entendo que era uma pressão para que eu não fizesse nada, fico preocupada”, contou.

Para Virginia, o companheiro de trabalho deve receber as punições necessárias e no quesito convivência no trabalho, ela ressalta que não será mais a mesma.

“Eu acho que ele deve ser punido na forma da lei, ele também deve responder por falta de decoro que dá inclusive perda de mandato, não quero nada que não seja devido para ele, quero só que minha honra seja privada. Quanto a convivência no trabalho acho muito difícil a gente conseguir trabalhar no mesmo espaço físico”, finalizou.

O Dourados News entrou em contato por telefone com o vereador Maurício Lemes na tarde desta terça-feira (9) que se defendeu e negou ter "assediado" a vereadora e afirmou que irá aguardar ser chamado para apresentar sua versão.

"Foi uma brincadeira infeliz, eu cutuquei as costas dela apenas, não cheguei nem perto dos glúteos. Logo depois pedi desculpas já que ela não gostou e acompanhei que ela fez o ocorrência de forma tranquila, vou esperar para me defender a apresentar minha versão", destacou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAU
Bruna Griphao deixa tanquinho à mostra durante passeio na cachoeira
RORAIMA
Venezuela fecha fronteira com o Brasil no horário determinado por Maduro
BR-060
Perseguição acaba com 3 presos e caminhonete com maconha apreendida
REPASSES
Ministro do STF dá mais um ano para Congresso regulamentar a Lei Kandir
CAPITAL
PM encontra saco com 78 quilos de maconha em terreno baldio
MEIO AMBIENTE
Duas jibóias e uma jararaca foram capturadas nesta quinta na Capital
UFGD
Trote do Bem aumenta o número de doadores de medula óssea
APOSENTADO
Sargento da PM pega 4 anos de prisão por matar mulher a tiros
DOURADOS
Guarda Mirim abre turma e recebe título de Utilidade Pública Estadual
MEC
Instituições federais de ensino de MS recebem R$ 2,61 milhões

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher que encomendou morte de marido é transferida para presídio
OPORTUNIDADE
Prorrogadas inscrições em processo seletivo para contratação de Assistentes de Atividades Educacionais
JARDIM PIRATININGA
Recém-nascida é encontrada sob tanque de lavar roupas em Dourados
DOURADOS
Investigado por estupro de enteadas, homem é preso com pornografia infantil no celular