Menu
Busca sábado, 19 de janeiro de 2019
(67) 9860-3221
VATICANO NEGA

Vaticano desmente boato de que Papa Francisco enviou terço a Lula

12 junho 2018 - 17h05Por Terra

O Vaticano esclareceu hoje (12) que o papa Francisco não tem relação com o advogado argentino Juan Grabois , o qual tentou visitar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na prisão.

Grabois, fundador do Movimento dos Trabalhadores Excluídos e ex-consultor do Pontifício Conselho Justiça e Paz , tentou visitar ontem (11)Lula na prisão em Curitiba, mas não foi autorizado pela Polícia Federal(PF).
Vários veículos de imprensa e redes sociais do PT haviam dito que Grabois era um representante do Papa que entregaria um terço a Lula em nome do Pontífice.

Mas, de acordo com uma nota publicada pelo site Vatican News , Grabois fez a visita a "título pessoal", e o terço não foi enviado pelo papa Francisco, apenas "abençoado". "Em mérito às notícias circuladas sobre o suposto envio de um Terço pelo Papa Francisco ao ex-presidente Lula, esclarecemos que o advogado argentino Juan Grabois, fundador do Movimento dos trabalhadores excluídos e ex-consultor do Pontifício Conselho Justiça e Paz, tentou fazer uma visita - a título pesoal - ao ex-presidente, tendo após a tentativa infrutífera, concedido uma entrevista diante do prédio da Polícia Federal em Curitiba. Na entrevista - e nos ativemos a ela - Em nenhum momento Grabois afirmou que o Terço foi enviado pelo Santo Padre, mas apenas "Abençoado" pelo Papa", diz a nota.

Em sua página oficial, o Instituto Lula descreveu Grabois como "emissário do papa Francisco para assuntos de Justiça e Paz", e disse que ele pretendia levar ao ex-presidente um terço mandado pelo próprio Pontífice. Segundo a Confederação Nacional dos Bispos do Brasil(CNBB), o Vatican News representa a comunicação da Santa Sé . A CNBB, por sua vez, também disse desconhecer o envio do terço pelo Papa ao ex-presidente.
Preso desde 7 de abril, Lula pode receber visitas para ajuda espiritual toda segunda-feira, mas o advogado argentino foi barrado pela Polícia Federal por não ter função religiosa. O Pontifício Conselho Justiça e Paz, do qual o advogado fazia parte, foi extinto em 2017 pelo Vaticano.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SHOWBIZZ
Cleo Pires arrasa de topless na praia e comenta o bronze: "torrada na foto"
SATURAÇÃO
Operação reforça abordagens a suspeitos e veículos na fronteira
JORNAL NACIONAL
Coaf aponta que Flávio Bolsonaro recebeu 48 depósitos suspeitos em 1 mês
IVINHEMA
Colisão envolvendo carreta e caminhão deixa motorista ferido
BALANÇA COMERCIAL
Com US$ 102 bi, agronegócio bate recorde de exportação em 2018
NOVA ANDRADINA
Polícia encontra 70 litros de cachaça artesanal com detentos em presídio
DE OLHO NO CÉU
Madrugada da próxima segunda-feira terá eclipse lunar total
CAMPO GRANDE
Ladrões são flagrados roubando telhado de empresa industrial
JUSTIÇA
Dois são condenados por falsificar documento para obter CNH
DE GRAÇA
Estão abertas as inscrições para aula de zumba na UFGD

Mais Lidas

POLÍCIA
Rapaz é preso acusado de realizar ‘disk-droga’ em Dourados
FAKE NEWS
Eleandro Passaia é chamado para depor em caso de morte de jogador Daniel
DOURADOS
Investigado por corrupção, Idenor Machado volta a ser preso
DOURADOS
Polícia não encontra e João Fava Neto é considerado foragido da Justiça