Menu
Busca Quinta, 19 de Outubro de 2017
(67) 9860-3221
UFGD - Outubro 2017
CAMPO GRANDE

Universidades podem firmar convênio de estágio com o MPF/MS

11 Janeiro 2017 - 14h35

Somente estudantes de instituições conveniadas podem concorrer a vagas de estágio no MPF. Oportunidades em Informática e Engenharia Civil.

As instituições de Ensino Superior de Campo Grande (MS) têm até 25 de janeiro para firmar convênio de estágio com o Ministério Público Federal (MPF). A parceria possibilita aos estudantes dos estabelecimentos conveniados participar das seleções de estágio do MPF.

Os convênios abrangem universidades de Campo Grande. Há possibilidade de convênio nas áreas de Informática e Engenharia Civil na unidade do MPF na capital.

Os estabelecimentos que desejarem se conveniar com o MPF devem encaminhar, até 25 de janeiro, ofício para a Coordenadoria de Estágio da Procuradoria da República em Mato Grosso do Sul (Av. Afonso Pena, 4444. Vila Cidade – Campo Grande. CEP: 79020-907). O documento deve conter a razão social da instituição, CNPJ, nome e cargo do representante legal para assinatura.

Estudantes de instituições que não possuem convênio ficam impossibilitados de participar dos processos seletivos de estágio no Ministério Público Federal.

Mais esclarecimentos pelo telefone (67) 3312-7220.

Deixe seu Comentário

Leia Também

UAUUU!!!
Monick Camargo faz ensaio sensual
DOURADOS
Conselheiros do PreviD são homenageados com placas
EDUCAÇÃO
Parceria garante a alunos de MS intercâmbio em universidades do exterior
REGIÃO
Estudantes participam das Feiras de Ciência e Tecnologia do IFMS em dez municípios
BRASIL
MEC vai oferecer 80 mil vagas de residência pedagógica em 2018
COXIM
MPE quer suspensão de doação de terrenos feito por ex-prefeita
RETORNO
Na volta ao Senado, Aécio diz que trabalhará para provar inocência
ECONOMIA
Dólar fecha em leve queda sobre o real
SERÁ?
Após depoimento de Funaro, Dilma tenta anular impeachment no STF
TREVO DA BANDEIRA
Dupla é presa em Dourados com carros furtados em outros Estados

Mais Lidas

BATAYPORÃ
Carta deixada por pai que matou filha não tem relação com o crime
DOURADOS
Juiz manda prefeitura exonerar temporários e convocar aprovados em concurso
MORTE NO DIOCLÉCIO
Autor de homicídio no Dioclécio se apresenta e alega legítima defesa
PROFANAÇÃO
Para "desfazer macumba", homem viola quatro sepulturas em cemitério