Menu
Busca Sexta, 24 de Novembro de 2017
(67) 9860-3221
Sertão - Novembro 2017

UFMS conclui pesquisa sobre Mal de Alzheimer

08 Dezembro 2003 - 16h22

O estudo, que fez a avaliação neuropsicológica de 135 idosos voluntários no Hospital Universitário, para medir o controle executivo no comportamento cognitivo leve e na demência tipo Alzheimer, foi concluído e defendido recentemente como tese de doutorado na Escola Paulista de Medicina/UNIFESP pelo psicólogo e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Amer Cavalheiro Hamdan.A pesquisa, que avaliou ainda outros 75 pacientes do Hospital do Servidor Público de São Paulo, comparou o desempenho de idosos saudáveis com os pacientes com diagnósticos definidos da Doença de Alzheimer. "A principal conclusão é de que é possível fazer diagnóstico precoce de indivíduos que, através dos testes neuropsicológicos, apresentaram déficit de memória muito antes da manifestação plena da doença."Foram avaliados três grupos de idosos - normal; com comprometimento cognitivo leve; e portador do Mal de Alzheimer, todos selecionados com equiparação de idade e de escolaridade. Foi aplicada, em cada paciente, uma bateria de 15 testes adaptados pelo pesquisador para avaliar a memória e o comportamento do controle executivo (execução de tarefas)."O grupo intermediário, com risco de desenvolver Alzheimer precisa ser acompanhado, com vistas a evitar o aparecimento da doença", garante o pesquisador. Segundo ele, é para esse lado da prevenção que as pesquisas estão sendo direcionadas, em todo o mundo; já que essa é uma doença que não tem cura, a prevenção, segundo os especialistas, quanto mais breve possível, garantirá menos comprometimento futuro.      O estudo, que fez a avaliação neuropsicológica de 135 idosos voluntários no Hospital Universitário, para medir o controle executivo no comportamento cognitivo leve e na demência tipo Alzheimer, foi concluído e defendido recentemente como tese de doutorado na Escola Paulista de Medicina/UNIFESP pelo psicólogo e professor da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul, Amer Cavalheiro Hamdan.A pesquisa, que avaliou ainda outros 75 pacientes do Hospital do Servidor Público de São Paulo, comparou o desempenho de idosos saudáveis com os pacientes com diagnósticos definidos da Doença de Alzheimer. "A principal conclusão é de que é possível fazer diagnóstico precoce de indivíduos que, através dos testes neuropsicológicos, apresentaram déficit de memória muito antes da manifestação plena da doença."Foram avaliados três grupos de idosos - normal; com comprometimento cognitivo leve; e portador do Mal de Alzheimer, todos selecionados com equiparação de idade e de escolaridade. Foi aplicada, em cada paciente, uma bateria de 15 testes adaptados pelo pesquisador para avaliar a memória e o comportamento do controle executivo (execução de tarefas)."O grupo intermediário, com risco de desenvolver Alzheimer precisa ser acompanhado, com vistas a evitar o aparecimento da doença", garante o pesquisador. Segundo ele, é para esse lado da prevenção que as pesquisas estão sendo direcionadas, em todo o mundo; já que essa é uma doença que não tem cura, a prevenção, segundo os especialistas, quanto mais breve possível, garantirá menos comprometimento futuro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FAMOSOS
Selena Gomez mostra curvas e posa sensual com decotão
SEGURANÇA PÚBLICA
Estado entrega 18 viaturas para o DOF e a PM de Dourados
DOURADOS
Secretaria de Saúde entrega 41 cadeiras de roda à população
BRASIL
Comissão da MP que alonga prazo para investimentos em rodovias terá audiência na terça
CAPITAL
Jovem é presa após tentar roubar dois bebês
ESTADUAL
Refis: com R$ 44 milhões arrecadados, Governo espera atingir meta até o fim do programa
154 KG
Polícia apreende maconha que seria levada para SP
DOURADOS
Homem morto a tiros colecionava passagens por roubo
JARDIM
Homem é preso por portar arma e munições
DOURADOS
Populares lamentam suspensão do Dourados Brilha

Mais Lidas

DOURADOS
Ação termina com 6 presos e R$ 3,5 milhões apreendidos
DOURADOS
Assaltante morre em confronto com a polícia após roubo
DNA
PF faz ação contra o tráfico em Dourados e cidade vizinha
TRÁFICO
Douradense é preso com mais de 150kg de pasta base no RS