Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9860-3221
BANNER CRA

Transporte de passageiros é tema de Fórum hoje na Capital

11 dezembro 2003 - 14h38

O projeto de requalificação e modernização do transporte intermunicipal de passageiros estará concluído até o final do mês de janeiro, segundo informou hoje o diretor-presidente da Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Mato Grosso do Sul (Agepan), Anízio Tiago. A expectativa é apresentar no mês de fevereiro a versão final com as propostas ao Poder Executivo e às concessionárias que operam o serviço. Seria então remetido um projeto de lei para apreciação da Assembléia Legislativa.“A Assembléia aprovando, nós teremos já no primeiro semestre de 2004 novas tecnologias, novos veículos, novos equipamentos, melhorando efetivamente a qualidade do transporte rodoviário de passageiros”, informou Tiago, que abriu esta manhã em Campo Grande o III Fórum Nacional de Transporte Intermunicipal de Passageiros. O evento é realizado pela Associação Brasileira de Agências de Regulação (ABAR) e reúne em torno de 50 participantes de 11 agências estaduais filiadas. A Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT) também está no encontro para falar sobre descentralização na fiscalização do transporte interestadual.  A Agepan propôs a realização do Fórum, visando contar com subsídios de estados que já desenvolveram projetos para modernizar seus sistemas de transporte. Diretores e técnicos da agência estadual acreditam que a experiência dos parceiros poderá ajudar Mato Grosso do Sul a construir uma proposta que torne o serviço moderno, competitivo e capaz de atender bem à população.O projeto estadual vem sendo coordenado pela Agepan e está na fase de análise de dados da pesquisa e mapeamento realizados em todas as linhas e terminais rodoviários. “A partir do Fórum, entraremos na fase de propor mudanças e adequações”, informa o diretor-presidente da Agepan. Tiago adianta que a implantação do projeto passa pela renovação de pelo menos 100 ônibus da frota intermunicipal já em 2004, a introdução de veículos de médio porte (de 12 a 20 lugares) e a rediscussão da tarifa. “Sem dúvida que é necessária uma avaliação criteriosa do sistema operacional, objetivando discutir o valor da tarifa”, afirma, destacando que é possível estabilizar ou até mesmo reduzir o valor pago pelos usuários.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

RIGOR
Lei que aumenta pena para motorista embriagado entra em vigor
FEIRA
Drone e ferramentas artesanais fazem sucesso na 3ª edição da Tecnofam
ÁGUA CLARA
Homem é esfaqueado em rodoviária durante briga
ABRIL VERDE
Evento ganha apoio da Fiems para prevenção de doenças e acidentes de trabalho
O 'Abril Verde' foi a forma encontrada para sensibilizar empregadores, trabalhadores, sindicatos e autoridades sobre os riscos e prejuízos de problemas
MAUS-TRATOS
Polícia encontra égua e filhote debilitados e autua dono por maus-tratos
POLÍCIA
Mulher é presa com crack do Paraguai na Rodoviária de Dourados
SÃO GABRIEL
Homem tem perna decepada ao ser atingido por carro em cruzamento
TELEVISÃO
'BBB18': Gleici é a grande vencedora com 57,28% dos votos
PRAZO
Recadastramento do passe estudantil deve ser feito até esta sexta
LOTERIA
Mega-Sena acumulada pode pagar R$ 8,5 milhões nesta sexta-feira

Mais Lidas

DOURADOS
Estudante de medicina é preso com R$36 mil em notas falsas
DIREITOS HUMANOS
Esposas de presos denunciam agressões e Comissão vai até a PED
FORAGIDO
Polícia identifica comparsa do roubo em Ceim de Dourados
BR-463
Baleado é trazido ao HV e suspeita é de assalto em propriedade rural