Menu
Busca segunda, 24 de junho de 2019
(67) 9860-3221

Tráfico de pessoas é intenso em regiões de pesca em MS

04 dezembro 2003 - 13h08

Os municípios de Bonito, Coxim, Corumbá e Porto Murtinho são as principais rotas utilizadas para o tráfico de seres humanos em Mato Grosso do Sul, sobretudo com fins de exploração sexual, segundo informa a secretária estadual de Trabalho, Assistência Social e Economia Solidária, Eloísa Castro Berro. Ela participou esta manhã da abertura do 1º Seminário Interestadual Sobre Tráfico de Seres Humanos e Trabalho Escravo, que está sendo realizado na Uniderp (Universidade para o Desenvolvimento do Estado e da Região do Pantanal), em Campo Grande.De acordo com Eloísa, o grande fluxo de turistas, sobretudo na alta temporada, é um complicador, aliado a dificuldades na fiscalização. Ao final do Seminário, nesta sexta-feira, serão encaminhadas aos órgãos que atuam no combate ao tráfico de pessoas e ao trabalho escravo

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
IFMS abre inscrições em graduação a portadores de diploma e transferências
CAPACITAÇÃO
Prefeitura oferece oficina para formação de instrutores de fanfarra
CRIME AMBIENTAL
Ambiental apreende 500 metros de redes e liberta 20 quilos de peixes
JUDICIÁRIO
Ministro do STF suspende MP que transferiu demarcação de terras indígenas a Agricultura
CAMPO GRANDE
Bebê de 7 meses morre em casa por folta de higiene e pais são presos
SAÚDE
Ministério da Agricultura aprova registro de mais 42 agrotóxicos
MS
Adolescente é apreendido com maconha hidropônica e cocaína
COXIM
Pilar de concreto que sustentava rede cai e mata menina de 4 anos
MS
Polícia recupera dois veículos furtados e com documentação adulterada
NAVIRAÍ
Bombeiros retiram Saveiro que caiu nas águas do Rio Amambai

Mais Lidas

CAPITAL
Pai atira no próprio filho por dívida de R$ 2 milhões
POLÍCIA
Gangue invade festa e esfaqueia três adolescentes em Dourados
POLÍCIA
Homem tem R$ 500 roubados após negar programa a travesti em Dourados
POLÍCIA
Ladrão é preso após esconder TV furtada de restaurante em cemitério