Menu
Busca quinta, 12 de dezembro de 2019
(67) 9860-3221

TJ/MS nega liberdade a jornalista acusado de matar criança

12 dezembro 2009 - 09h48

O TJ/MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou liberdade ao jornalista Agnaldo Ferreira Gonçalves, 61 anos, acusado de matar Rogério Mendonça, dois anos, após uma briga de trânsito no centro de Campo Grande, dia 18 de novembro deste ano.

O pedido de habeas corpus em caráter liminar foi protocolado na tarde de quarta-feira (9) e negado pelo desembargador Romero Osme Dias Lopes, na manhã dessa sexta-feira.

Agnaldo é acusado de homicídio doloso qualificado, pela morte de Rogerinho; de tentativa de homicídio contra a irmã de Rogerinho, Ana Maria, de cinco anos, contra o avô das crianças João Afonso Pedra e contra o tio delas, Aldemir Pedra Neto. Ele também responde pelo crime de porte ilegal de arma de fogo.

O jornalista e Aldemir discutiram por conta de uma situação no trânsito, no cruzamento das avenidas Mato Grosso e Ernesto Geisel. Cerca de quatro quadras depois, Agnaldo disparou quatro tiros na caminhonete onde estava Aldemir e a família.

Um dos tiros atingiu o pescoço de Rogerinho, matando-o. Outro atingiu o queixo de João Afonso, que foi submetido à cirurgia no maxilar. Estilhaços de vidros atingiram Ana Maria.

Agnaldo argumenta que atirou porque foi agredido por Aldemir e ameaçado de morte por ele. Após disparar os tiros, Agnaldo recarregou a arma e foi para a Depac (Delegacia Especializada de Pronto Atendimento Comunitário), com a intenção de comunicar que havia sido vítima de ameaça. Ele acabou preso.

O jornalista está preso em uma das celas do Instituto Penal de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Mulher que morreu atropelada por menor bêbada será sepultada em Rio Verde
ECONOMIA
Com queda da Selic, bancos anunciam redução de taxas de juros
DOURADOS
UEMS abre inscrições para Pós-graduação em Coordenação Pedagógica
CHAPADÃO DO SUL
Homem é preso após furtar 840 ovos de caminhão estacionado
EMPREGO
Marinha abre concurso para serviço temporário; salário é de R$ 4 mil
CAPITAL
Menino de 4 anos diagnosticado com câncer morre após cirurgia
COMITÊ GESTOR
Simples Nacional revoga exclusão de 14 profissões de lista do MEI
CAMPO GRANDE
Criança é socorrida em estado grave após ser agredida por desconhecido
SAÚDE
Prefeito de São Paulo é internado em UTI após sangramento no fígado
DOURADOS
Jovem é preso com quase meio quilo de pasta base de cocaína

Mais Lidas

CAARAPÓ
Homem é assassinado a golpes de faca após discussão em bar
DOURADOS
Inteligência da PM prende dois por tráfico no bairro Estrela Tovi
GRANDE DOURADOS
Quadrilha especializada em roubo de caminhonetes é desarticulada e seis são presos
FURTO
Polícia recupera objetos e fecha ponto de receptação em Dourados