Menu
Busca quinta, 19 de julho de 2018
(67) 9860-3221

Tios, padrasto e padrinho abusam de menina com consentimento da avó

25 maio 2011 - 09h00

Cinco integrantes de uma família suspeitos de abusar sexualmente de uma menina de 9 anos foram presos e encaminhados ao presídio de Santiago (RS). Eles moravam na mesma residência, na localidade de Paraíso, interior da cidade. A criança seria violentada desde os cinco anos de idade.

Segundo informações, o padrinho da menina teria confirmado que pagava a avó para manter relações sexuais com a garota. Além dele, um menor de 17 anos, apreendido, também abusava da menor. A polícia deteve também a avó, o padrasto e um tio da vítima.

As investigações ocorriam desde janeiro e começaram após denúncias de vizinhos, e a Justiça aceitou o pedido de prisão preventiva dos integrantes da família. Segundo a polícia civil, a menina teria relatado os atos de abuso sexual.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BANCO CENTRAL
Quase 20% da população ainda guarda moedas em casa
MATO GROSSO DO SUL
Programa de Prevenção e Controle do Complexo teníase – cisticercose é criado em MS
PORTUÁRIO
Grupo quer ajuda do Estado para construir novo terminal em Porto Murtinho
EDUCAÇÃO
Alteração de dados no Fies: tire suas dúvidas
CAPACITAÇÃO
IEL apresenta a empresários soluções em gestão e treinamento de lideranças
OPERAÇÃO ECHELON
Facção tem "casa de apoio" para presos em MS
FRONTEIRA
Inquérito vai apurar qualidade da água fornecida para a população de Coronel Sapucaia
ECONOMIA
Soja responde por 16% das exportações brasileiras no semestre
SAÚDE
Apesar de "ambiente seguro", populares devem se alertar contra o sarampo em Dourados
CAMPO GRANDE
Escola Senai da Construção oferece 210 vagas em 5 cursos gratuitos

Mais Lidas

DOURADOS
“Aqui é PCC!”, disseram atiradores que mataram dupla
DOURADOS
Maconha apreendida em caminhão e casa no Água Boa totalizou mais de 4,3t
CAMPO GRANDE
Douradense é preso acusado de ser mandante de tentativa de roubo de avião
PONTA PORÃ
Jovem diz que recebeu 25 kg de maconha como pagamento por sexo