Menu
Busca segunda, 19 de fevereiro de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Tetila vai transformar prêmio jornalístico em lei

18 dezembro 2003 - 11h55

Atendendo solicitação feita em público pelo vereador e jornalista Elecir Ribeiro Arce (PT), o prefeito de Dourados Laerte Tetila se comprometeu na noite de ontem, durante o lançamento do troféu imprensa “Júlio Marques de Almeida”, a enviar para a Câmara Municipal um projeto para transformar essa comenda em lei. Por enquanto a distinção está assegurada em decreto.Para um seleto público de profissionais da imprensa local, no restaurante Kikão, Tetila disse que considera a homenagem bastante justa “e com certeza orgulha todos os profissionais da área; com muito carinho vamos encaminhar esse projeto”.Comentou que conheceu o homenageado, falecido em acidente automobilístico em 1986, quando ainda era professor da escola Presidente Vargas “e sempre tivemos boas informações em relação a ele de uma pessoa íntegra e honesta (...) foi feliz a idéia do José Henrique Marques”, referindo-se ao diretor da Agência de Comunicação Municipal (Agcom). Parabenizou também o tema escolhido voltado para a educação.José Henrique, hoje com 43 anos, disse que conheceu Júlio Marques quando tinha 16 anos e trabalhou na então Assessoria de Imprensa da Prefeitura quando o homenageado era o assessor, sendo secretário, datilógrafo e repórter. “Eu aprendi a gostar dele como figura humana”. Afirmou que um dos compromissos dele como diretor da agência era resgatar o prêmio para a imprensa local para incentivar a boa reportagem e a escolha do nome de Júlio teve aceitação no meio da imprensa, principalmente entre os mais antigos que conviveram com Júlio.Afirmou que o prêmio Aracanga de jornalismo, instituído na administração anterior, foi aperfeiçoado. “Tiramos o nome de uma ave do Espírito Santo para homenagear um profissional de Dourados”.Tanto o presidente do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Grande Dourados (Sinjorgran), Clóvis de Oliveira, como o presidente do Clube de Imprensa de Dourados (CID), Élvio Lopes, entidades parceiras nessa iniciativa, enalteceram o prêmio. Clóvis lembrou que Júlio foi uma espécie de precursor, em nível local, da figura do assessor de imprensa e atuou como um porta-voz entre o Executivo e os profissionais da área, lembrando que Dourados passa por uma fase de amadurecimento dos valores éticos e profissionais com o surgimento do curso de Jornalismo na Unigran.Élvio disse que se sentia satisfeito pela escolha “de uma pessoa que foi um dos fundadores do CID”. O vereador Ribeiro Arce concordou que a homenagem era justa e lembrou da fatalidade que tirou a vida, precocemente, de Júlio Marques aos 31 anos, quando viajava para Campo Grande. O acidente aconteceu em Novo Horizonte do Sul.Uma das representantes da família do homenageado, Cristina Almeida Frauze, agradeceu a honraria e disse que “a maior homenagem que um jornalista pode ter é saber que seu nome está sendo perpetuado pelo trabalho desenvolvido”.Júlio começou a trabalhar em O Progresso aos 11 anos. Era filho do jornalista Albano José de Almeida. Além da militância em assessoria, chegou a ter um jornal na cidade com vida efêmera: “Diário da Notícia”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTIGO
Enquanto houver medo não haverá revolução
SEGURANÇA PÚBLICA
Sejusp e PRF vão compartilhar dados em MS
CAMPO GRANDE
Supermercado pode ser multado por fazer propaganda enganosa
ITAQUIRAÍ
Contador é executado com cinco tiros em MS
ESTRUTURA
MPE quer raio-x para vistoriar bagagem despachada no Aeroporto de Bonito
PUBLICAÇÕES
Editora da UFGD lança edital para publicação de obras comemorativas
TEMPO
Chuva de fevereiro já ultrapassa média prevista para o mês
POLÍCIA
PRF recupera na BR-262 veículo roubado e clonado em Cuiabá
APÓS ATO DE SELVAGERIA
Atacante do Operário que espancou gandula é punido pelo clube
CASA VERDE
Motorista contratado em Dourados é preso com 1t de maconha

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado gravemente ferido em estrada vicinal
CORONEL SAPUCAIA
Empresário é assassinado com sete tiros na região de fronteira
AMAMBAI
Mulher sai para pegar milho e morre a tiros em estrada vicinal
CENAS LAMENTÁVEIS
Gandula é espancado por jogador em clássico no Morenão