Menu
Busca terça, 18 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Testemunha pode ajudar a desvendar morte de Milena em Corumbá

16 dezembro 2003 - 11h20

A Polícia Civil de Corumbá confia em um depoimento para tentar apurar em quais circunstâncias ocorreram as mortes de Milena Alves de Arruda, de 7 anos, e de Luis Diego da Silva, de 16 anos, no final de setembro. O corpo da menina estava em um quarto da casa do rapaz e ele foi encontrado baleado na sala. Há duas hipóteses: o adolescente ter matado Milena e cometido o suicídio ou então outra pessoa ter estado na casa e cometido os crimes. O delegado que investiga o caso em Corumbá, Haroldo Matoso, disse que já há um depoimento contundente que pode ajudar a desvendar o caso. O exame residuográfico feito a partir de material coletado nas mãos do padrasto da menina e de Luis Diego não apontou vestígios de pólvora. No caso do rapaz, reconhece o delegado, a coleta ocorreu quando ele já estava internado e tinha passado por uma limpeza (o rapaz morreu no hospital). Necropsia apontou que a menina sofreu afogamento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Pai que matou filho afogado também responderá por tentativa de homicídio
NOVO PADRÃO
Termina prazo extra para placa do Mercosul entrar em vigor no Brasil
PARAGUAI
Justiça solta 4 agentes penitenciários presos após fuga de 76 detentos
BRASIL
PF encontra mensagens com ameaças a ministros do Supremo
CAPITAL
Polícia identifica marca em touro descontrolado e tenta rastrear dono
UFGD
Seminário de Literatura e Arte Contemporânea acontece em abril
PARANAÍBA
Carreta é encontrada em chamas e polícia investiga ação criminosa
POLÍTICA
Bolsonaro diz que espera enviar reforma administrativa esta semana
FRONTEIRA
Pistoleiros do PCC são suspeitos de envolvimento na execução de jornalista
EDUCAÇÃO
MEC busca alternativa para voltar a emitir carteira de estudante

Mais Lidas

DOURADOS
Ferido com tiro no peito, entregador chega pilotando moto na UPA
DOURADOS
Líderes de motim que causou estragos na Unei são levados à delegacia
DOURADOS
VÍDEO: Internos 'batem grade' e queimam colchões em princípio de rebelião na Unei
FRONTEIRA
Festa termina com aniversariante e convidado assassinados por pistoleiros