Menu
Busca quarta, 26 de fevereiro de 2020
(67) 9860-3221

Telemedicina será usada no combate à hanseníase

28 março 2005 - 14h00

O Brasil vai usar a telemedicina para combater a hanseníase na Amazônia. Professores e agentes de saúde da Amazônia Legal receberão treinamento a distância, por meio da Internet e da TV Escola, para reconhecer os primeiros sinais da hanseníase e encaminhar os doentes ao posto de saúde.
Se for tratada precocemente, a hanseníase tem cura e, além disso, com as primeiras doses do medicamento, ela deixa de ser contagiosa. Na próxima quinta-feira, em Manaus, será lançado o Telehanseníase durante a I Jornada de Telemedicina da Amazônia.
O projeto é da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo(FmUSP), em parceria com o Conselho Federal de Medicina (CFM), o Ministério da Saúde (MS), o Ministério da Educação (MEC) e a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).
O Brasil tem 28 mil pessoas contaminadas com o bacilo da hanseníase. São 1,6 contaminados por 10 mil habitantes. A Amazônia concentra 65% dos casos da doença. Os dados são da Secretaria de Vigilância do Ministério da Saúde. Segundo o coordenador de Telemedicina da FmUSP, Chao Lung Wen, os focos mundiais de ocorrência da hanseníase estão na Índia e no Brasil.
Um acordo do governo brasileiro com a Organização Mundial de Saúde (OMS) previa a redução dos casos de hanseníase para menos um doente por 10 mil habitantes até 2000. Como a meta não foi cumprida, o prazo foi estendido para dezembro deste ano. O consultor em Telemedicina do CFM, Julius Ladeira, esteve na última quarta-feira no Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) para negociar a possibilidade de utilizar os 800 terminais de usuários remotos do Sipam no projeto Telemedicina da Amazônia.
Esses terminais estão espalhados por toda a região amazônica em prefeituras, postos de saúde, escolas, órgãos federais e estaduais e em algumas organizações da sociedade civil. Todos estão conectados entre si por satélite, com possibilidade de transmissão de imagen e som. "Nenhum acordo ainda foi formalizado, mas há grandes chances de que fechemos essa parceria", adiantou o dr. Wen.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAPUCAIA
Homem é encontrado morto às margens de rodovia após sair de lavoura
CIDADES
Agências bancárias reabrem às 12 horas desta quarta-feira de Cinzas
SAÚDE
Brasil registra o primeiro caso positivo do Novo Coronavírus
INOCÊNCIA
Jovem de 18 anos é assassinado a facadas durante festa de Carnaval
TEMPO
Quarta-feira nublada com possibilidade de chuva em Dourados
COPA DO BRASIL
Águia Negra treina em São Paulo para jogo contra Ferroviária
CAMPO GRANDE
Escola da zona rural é beneficiada com o parque feito em presídio
LITERATURA
Há 75 anos, morria Mário de Andrade, um dos maiores escritores do país
ESPORTES
Ciclista de MS conquista duas medalhas em competição nacional
ESTÁGIO
Acadêmicos do Vale Universidade podem cumprir horas nos finais de semana

Mais Lidas

DOURADOS
Ex-prefeito de Amambai não resiste e morre no Hospital do Coração
MULTIDÃO
Carnaval na praça central de Dourados termina em ‘confusão e sujeira’
ATENTADO
Aeronave pousa em Dourados e fica a disposição de Lanzarini
DOURADOS
Mulher tenta sair de mercado com quase R$ 700 em compras sem pagar