Menu
Busca terça, 18 de setembro de 2018
(67) 9860-3221

Tapar um buraco deixando o outro aberto

08 julho 2015 - 06h25

O silêncio feito por parte da Funai (Fundação Nacional do Índio) e do Ministério da Justiça, serve para confirmar que o governo federal tem tampado buracos, deixando outros abertos, em relação a segurança nas áreas de conflito em Mato Grosso do Sul. Sem a capacidade de resolver essa ‘guerra’ entre produtores rurais e indígenas, os poucos policiais da Força Nacional de Segurança que patrulhavam as aldeias de Dourados, deixaram temporariamente a região para garantir a segurança nas proximidades de Coronel Sapucaia e Aral Moreira, onde as brigas por terras ganharam atenção maior nos últimos dias por conta de invasões a propriedades.

A inabilidade por parte dos órgãos responsáveis em lhe dar com esses conflitos, deixou a maior população indígena do Estado – já em condições precárias de segurança – ainda mais vulnerável.

O trabalho dos policiais que estão nas áreas de fronteira, são feitos agora por lideranças que se arriscam para poder conter a ordem no local. Porém, com essa ‘brecha’ deixada pela falta de policiamento, mais uma vez abre-se espaço para a implantação de milícias dentro das aldeias Bororó e Jaguapiru.

Não que o local onde fazendeiros e índios brigam seja menos importante que a segurança nas aldeias de Dourados, longe disso. O problema maior está em tampar um buraco deixando o outro aberto.

O Ministério da Justiça deveria, diante da necessidade, deslocar outras equipes para o local e não, do nada, retirar os homens que prestam serviço aos moradores da Reserva Indígena.

Que os conflitos na região de fronteira se acabem o mais rápido possível para que depois, quem sabe, a Força Nacional possa patrulhar novamente as aldeias de Dourados.

Deixe seu Comentário

Leia Também

GOLPE
Homem teve celular e dinheiro roubados após ser vítima de "boa noite Cinderela"
DOURADOS
Abevê realiza décima edição da Sipat
CULTURA
Festival do Chamamé começa amanhã em MS
REGIÃO
Agehab notifica moradores de Itaporã por irregularidade contratual
BRASIL
Bolsonaro apresenta boa resposta a tratamento
EDUCAÇÃO
Mais de 80 mil jovens e adultos privados de liberdade fazem o Encceja
JUSTIÇA
Justiça do Trabalho inicia mutirão para solucionar processos durante fase de execução
ESPORTE
1ª Copa Abevê de Futsal começa nesta quarta-feira
FAMOSOS
Bruna Linzmeyer curte praia com suas amigas enquanto se prepara para novo papel
DEVER CUMPRIDO
Guarda Municipal aposenta mulher da 1ª turma da Corporação em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Homem encontrado na Marcelino morreu de causas naturais
FLAGRANTE
Mãe é presa na frente da filha traficando cocaína
DOURADOS
Corpo é encontrado na Marcelino Pires
DOURADOS
Morador flagra ladrão e aciona a polícia que consegue prende-lo