Menu
Busca sexta, 20 de abril de 2018
(67) 9860-3221
Clube Indaiá - Janeiro 2018

Sul-mato-grossense pode ser condenada à morte na Síria

06 dezembro 2003 - 07h53

A sul-mato-grossense Adélia Ajala, que está presa desde 2002, junto com Ubirajara Noé Silveira, na Síria, por tráfico de drogas, pode ser condenada à morte. Desde 1993, a Justiça da Síria está autorizada a aplicar a pena capital para narcotraficantes. Adélia Ajala foi pega no aeroporto de Damasco, capital síria, carregando cocaína na bagagem. Casada e mãe de três filhos, ela está na prisão de Duma, localizada a cerca de 30 quilômetros da capital. Segundo informações obtidas pela Agência Brasil em Damasco, as prisões locais costumam fornecer apenas duas refeições por dia. O Brasil não tem acordo de extradição com a Síria. Para se obter informações básicas sobre os prisioneiros, como data de julgamento e estado de saúde da dupla, por exemplo, é preciso a intervenção de advogados constituídos em território sírio. A assessoria do Ministério das Relações Exteriores informa não ter sido oficialmente notificada das prisões de Ubirajara e Adélia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PARAGUAI
Clínica Móvel da UCP atende comunidade de Concepcion
MS
Diretoria divulga benefícios da Mútua para profissionais inscritos no Crea
BRASILEIRÃO - SÉRIE D
Corumbaense estreia amanhã contra o Iporá, em Goiás
OFERTA/PROCURA
Com embargo da União Européia, preço do frango pode cair no Brasil
MALHA VIÁRIA
Governador entrega revitalização em rodovias que passam por Douradina
NOVO REAJUSTE
Petrobras aumenta preços de combustíveis nas refinarias
EM DOURADOS
Líder indígena diz que União tem medo de “brigar” com ruralistas
TERAPIA HOLÍSTICA
Terapeutas holísticos de Mato Grosso do Sul se organizam em Associação
FEBRE AMARELA
Número de casos crescem 57% e de mortes aumentam 41% no País
UEMS
Inscrições para Programa de Cultura, Esporte e Lazer vão até 30 de abril

Mais Lidas

DOURADOS
Estudante de medicina é preso com R$36 mil em notas falsas
BR-463
Polícia confirma morte de idoso em ataque de pistoleiros
SOLIDARIEDADE
Dourados inaugura a primeira geladeira solidária nesta sexta-feira
DIREITOS HUMANOS
Esposas de presos denunciam agressões e Comissão vai até a PED