Menu
Busca quarta, 20 de março de 2019
(67) 9860-3221

Sul-mato-grossense pode ser condenada à morte na Síria

06 dezembro 2003 - 07h53

A sul-mato-grossense Adélia Ajala, que está presa desde 2002, junto com Ubirajara Noé Silveira, na Síria, por tráfico de drogas, pode ser condenada à morte. Desde 1993, a Justiça da Síria está autorizada a aplicar a pena capital para narcotraficantes. Adélia Ajala foi pega no aeroporto de Damasco, capital síria, carregando cocaína na bagagem. Casada e mãe de três filhos, ela está na prisão de Duma, localizada a cerca de 30 quilômetros da capital. Segundo informações obtidas pela Agência Brasil em Damasco, as prisões locais costumam fornecer apenas duas refeições por dia. O Brasil não tem acordo de extradição com a Síria. Para se obter informações básicas sobre os prisioneiros, como data de julgamento e estado de saúde da dupla, por exemplo, é preciso a intervenção de advogados constituídos em território sírio. A assessoria do Ministério das Relações Exteriores informa não ter sido oficialmente notificada das prisões de Ubirajara e Adélia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ABIGEATO
Idosa procura polícia após ter 15 porcos furtados de chácara
EDUCAÇÃO
Inep cria comissão para decidir itens que farão parte do Enem
CONCURSO
Prefeitura abre inscrições para Procurador com salário de R$ 10 mil
JUSTIÇA
Após criar drone, estudante de MS é selecionado para evento no Japão
COSTA RICA
Quatro são presos com 84 quilos de cocaína em rodovia BR-359
BRASÍLIA
Secretário de MS participa de reunião com representantes da Senad
CASSILÂNDIA
Mãe flagra peão estuprando filha e PM usa bala de borracha para deter
FUTEBOL
TJD pune Aquidauanense e Sete pega o Costa Rica nas quartas
TECNOLOGIA
UEMS de Dourados oferta curso de Informática Básica à comunidade
10 ANOS
Reforma da Previdência dos militares prevê economia de R$ 10,45 bi

Mais Lidas

PREJUÍZO
Chuva forte derruba árvores e deixa ruas alagadas em Dourados
DOURADOS
Pai e madrasta de criança morta por agressão vão a júri popular
FRONTEIRA
Homem é executado enquanto tomava tereré na frente de açougue
IMPETUS
“Central de inteligência” do PCC que planejava matar servidores de MS é desarticulada na PED